×
☰menu
PUBLICIDADE

Guarani perde para Cuiabá, e vê risco de rebaixamento retornar

Gabriel Kazuo

18 de outubro de 2019
Atualização:18 out 2019 às 8:42

O Guarani perdeu para o Cuiabá, por 2×1, e viu o fantasma do rebaixamento voltar a assombrá-lo na Série B. O jogo foi realizado na capital do Mato Grosso, na Arena Pantanal. O primeiro lance da partida foi o gol do Cuiabá, aos 2 minutos do primeiro tempo, com Jean Patrick, que recebeu passe de Paulinho e marcou um golaço. Cinco minutos depois, o Dourado já marcava o seu 2o gol, com Jefinho, que aproveitou uma falha na defesa do Bugre, e do goleiro Kléver, para empurrar a bola no fundo do gol.

A intensidade imposta pelo Cuiabá deixou o Guarani desnorteado. Aos 18 minutos do primeiro tempo, o lateral Paulinho aproveitou o cruzamento de Jean Patrick e testou a bola. A defesa do time visitante estava esperta e afastou o perigo. Para piorar a situação do Guarani, o técnico Tiago Carpini precisou gastar a 1a alt6eração aos 20 minutos, quando perdeu o meia Lucas Crispim, lesionado, para a entrada do atacante Deivid Souza.

Porém, a mexida não melhorou as coisas: Aos 35 minutos, Jean Patrick recebeu passe de Paulinho, mas chutou para fora. Aos 38, o lateral Thalysson sai jogando errado com o goleiro Kléver, se embanana todo para tirar o chute do atacante Alê, do Cuiabá, e acaba colocando a mão na bola. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Paulinho meteu a bola na trave.

Após tomar um vareio no primeiro tempo, o Guarani voltou mais atento para a etapa final, e logo no primeiro lance, o meia Arthur recebeu passe de Michel Douglas, e chutou para fora. Cinco minutos depois, o volante Ricardinho ficou livre de marcação, invadiu a área, mas chutou mal.

A resposta do Cuiabá veio aos 9 minutos do segundo tempo, com o zagueiro Ednei, que aproveitou a cobrança de falta de Jean Patrick para cabecear a bola. A defesa do Guarani estava esperta e afastou o perigo. O Bugre não se intimidou e foi para cima, sacando o volante Ricardinho, para a entrada do meia Filipe Cirne, que recebeu passe pela direita, cruzou a bola, mas ninguém chegou para cabecear. O meia teve uma nova oportunidade aos 29 minutos, e conseguiu aproveitá-la. Ele recebeu pelo lado esquerdo, e mandou um foguete indefensável para p goleiro Matheus Nogueira, diminuindo o placar para 2×1.

O Cuiabá só acordou aos 36 minutos, quando o lateral Paulinho, em cobrança de falta, exigiu uma bela defesa do goleiro Kléver. Esse foi o último lance do jogo, terminado em 2×1 para o Cuiabá.

 

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *