Vereadores aprovam cassação de Lili Aymar, prefeita de Araçariguama

Na tarde desta quinta-feira (07), a Câmara de vereadores da cidade de Araçariguama (SP) realizou uma sessão extraordinária que levou em discussão a cassação da Prefeita Lili Aymar (PV) .

Em discussão a prefeita teve sua cassação aprovada em votação, sendo 8 votos à favor e 3 contra, dos 11 vereadores.

O pedido de cassação de Lili Aymar se deu por conta de uma denúncia de um morador que relatou uma ação fraudulenta em que a administração atual da cidade alugou um prédio para funcionamento de uma escola, prédio este que nunca teve uso, mas que todas as despesas de locação do imóvel foram pagas de modo regular.

Leia também: 

Secretário de transportes de Araçariguama é preso em operação “Tersus”

A prefeita não esteve presente na sessão, pois estava cumprindo ações de trabalho com agenda e foi representada em amplo direito pelo Advogado Júlio Cesar Gomes, que fez a sua defesa.

Entramos em contato após o encerramento da sessão com  Carlos Aymar, marido da prefeita, que informou que ação da votação foi manipulada a iniciar-se pela comissão processante que analisou o caso.

Brevemente Carlos em nome da esposa, informou que ocorreu em relação a denuncia foi a locação de seis imoveis pela cidade para construção e instalações de creches, sendo que do número total, 4 imoveis foram usados e montado as instalações de cada creche/escola, conforme planejado pela administração atual, porem dois dos imoveis locado não puderam receber as instalações por falta de recursos e contenção de gastos, comunicado em decreto pela administração, que assim devolveu o imóvel em comum acordo para os proprietários por meio de ações legais em contrato mantido entre as partes.

Por telefone Carlos Aymar informou que assim que houver a real caracterização de crime em relação fato, irá acionar o Tribunal de Justiça para anular a sessão.

Organização criminosa da máfia dos transportes foi contratada pela prefeitura de São Roque em 2017

Política – Na manhã de quarta-feira (06), o Secretario de transportes da cidade de Araçariguama (SP), foi preso em uma operação deflagrada pela Polícia Civil, nomeada de Operação “Tersus”.

A operação investigava há cinco meses  uma ação fraudulenta de uma mafia entre um empresário da cidade de Itapevi na grande São Paulo – Adalberto Dias Silveira, mais conhecido como “magrão”, com  prefeituras do interior de São Paulo, no qual alugava diversos veículos para composição de frota em uso municipal de cada cidade.  O contrato de locação dos veículos acontecia bem abaixo do valor estipulado entre as prefeituras e empresa de Adalberto.

O Secretario de transporte de Araçariguama, Cristiano Cardoso Dias, é apontado como um “laranja” na estrutura para prática na cidade, já que não foram identificadas irregularidades nas contas bancárias dele. Outras pessoas devem ser investigadas. A Prefeitura de Araçariguama informou que os contratos de locação de veículos para uso geral no município com a prefeitura foram firmados na gestão do prefeito Roque Hoffmann.

A Localville locação de veículos e Multinível locação e prestação de serviços e terceirização, cujos proprietários são Adalberto Dias Silveira e Esther Lilian Gonzales Fernandes Rodrigues, chegava a arrecadar R$ 2 milhões ao mês apenas em um dos 15 acordos com prefeituras.

Atuação em São Roque.

Em São Roque a prefeitura da cidade também contratou os serviços da Localville em contrato firmado na gestão de Cláudio Góes (PSDB) em 10 de maio de 2017 com vigência até abril de 2019, com custo total de R$ 748 mil e 850, para uso de 15 veículos, sendo 11 para saúde e 4 para o setor de educação em uso geral.

Trecho do contrato firmado em maio de 2017 entre a prefeitura e a empresa Locaville.

Também há informações exclusivas sendo apuradas pelo Correio do Interior da contratação da Localville para atuar em São Roque na gestão de ex-prefeito Daniel de Oliveira Costa (PMDB) em um esquema envolvendo o empresario e alguns vereadores a época. A seccional de Sorocaba também deverá apurar o caso em São Roque.

O contexto da prisão de Adalberto Dias Silveira e o secretario de Araçariguama se deu após a prisão de um morador de São Roque e apontou detalhadamente a situação, além de uma outra pessoa que segue protegido pela lei.

Uso de canudos plásticos passa a ser proibido em São Roque (SP)

Foi aprovado nesta segunda-feira (04), o Projeto de Lei nº 60/2018 que proíbe o uso de canudos de plásticos em estabelecimentos de São Roque (SP). A Sessão Ordinária aconteceu na Câmara Municipal da cidade e o Projeto do vereador Rafael Marreiro só teve um voto contrário, concedido pelo vereador Cabo Jean.

Dentre os estabelecimentos estão: restaurantes, bares, ambulantes, barracas, padarias, boates, clubes, hotéis e similares. Ressaltando que os canudos em papel biodegradável ou reciclável, material comestível, entre outros, serão aceitos.

Leia também: 

Após o processo de votação na Câmara, o projeto será encaminhado para o Poder Executivo para ser sancionado ou não. Se a lei for sancionada, pelo  prefeito Cláudio Góes (PSDB), ela passa a valer assim que for publicada no Diário da União. Os estabelecimentos terão um prazo então, de 120 dias para a substituição ou extinção dos canudos plásticos.

O descumprimento da lei pode gerar advertência e multa no valor de R$ 1.160. Ressaltando que o valor poderá dobrar se o proprietário do estabelecimento não cumprir o decreto.

Segundo o vereador Cabo Jean (REDE) seu voto contrário foi pelo fato de outras cidades e estados, que aderiram a iniciativa, apresentarem problemas para a substituição do produto. Além de acreditar que a base do problema é a educação, em que a população poderia aprender a reciclar e não descartar o material, o que para os demais parlamentares gerou desconforto sobre sua análise dos fatos.

Em Sorocaba a ação foi aprovada em setembro de 2018, em projeto do vereador Fernando Dini (MDB) e sancionada em novembro, tendo fiscalização da Vigilância Sanitária sobre a lei que deu prazo de regularização aos estabelecimentos até agosto de 2019, mas em prática boa parte dos estabelecimentos da cidade já se moldaram  a mudança.

Sérgio Moro será o novo Ministro da Justiça no governo de Bolsonaro

O convite feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), ao juiz federal Sérgio Moro para ser Ministro da Justiça do novo governo foi aceito por ele na manhã desta quinta-feira (01). O próprio Moro divulgou a confirmação por meio de uma nota, após se reunir com Bolsonaro em sua casa, no Rio de Janeiro.

Sobre as informações contidas na nota, o juiz afirma que vai deixar novas audiências da Operação Lava Jato, com o objetivo de evitar controvérsias desnecessárias. Sérgio Moro era até então o responsável pela operação na 1º instância, e o mesmo ainda ressalta que a operação vai continuar em Curitiba.

“Uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado” essa é a possível implementação que pesou na hora de Moro aceitar o convite do futuro presidente. Durando cerca de 1h30, o encontro aconteceu na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro e logo após, por conta do tumulto e barulho no local, o juiz desistiu de falar com a imprensa.

Bolsonaro e Doria garantem grande número de votos em Mairinque e São Roque

Em Mairinque e São Roque a apuração dos votos das Eleições de segundo turno tiveram um número significativo para Bolsonaro e João Doria.

Dos 19 pontos de votação de São Roque, tendo mais de 59.687 eleitores, 63,33% dos votos validos foram computados para João Doria (PSDB), contra 36,67% em disputa com Marcio França (PSB). para a ocupação de Governador do Estado.

Para Presidente, 73,21% do eleitorado são-roquense votaram em Jair Messias Bolsonaro (PSL), contra 26,79% em pleito com Fernando Haddad (PT).

 3,95% dos moradores da cidade, sendo em números  1.789 pessoas, votaram em branco para Presidente, e 2.372 –  5,24%,  para Governador.

Ao logo do domingo, a votação ocorreu de modo tranquilo em todas as sessões eleitorais, tanto de São Roque quanto para Mairinque.

O Cartório Eleitoral de São Roque, sendo a Zona Eleitoral 131 atende as cidades de Mairinque, tendo 11 locais de votação, 110 urnas e 37.407 eleitores, assim como também em Alumínio com quatro locais para votação, 44 urnas e 14.133 eleitores. Já em Araçariguama são apenas cinco locais para a votação e 45 urnas para 15.834 eleitores.

Em Mairinque 57,24 % das pessoas deram voto à João Doria e 42,76% para Marcio França. Para presidente o número basicamente teve a mesma margem em comparação com os votos validos em São Roque para representante nacional – 71,39%, Fernando teve apenas 28,61% dos votos dos Mairinquenses. 

Pelas próximas horas os candidatos da disputa do segundo turno, então eleito deverão falar com a imprensa e jornalistas para meios de comunicação ao longo do pais.

Foram registrados 3,38% de votos brancos em Mairinque para Presidente, sendo em números 974  pessoas. Para Governador o percentual de votos brancos foi de  5,05% – 1.455 pessoas.

“Aumento de IPTU em São Roque é golpe ao bolso dos moradores da cidade”, diz vereador

Foi aprovado em primeira discussão nesta segunda-feira (15), no legislativo são-roquense, um novo aumento sobre o valor do IPTU cobrado em prática na cidade.

O reajuste do valor, aprovado foi proposto pelo Prefeito Claudio Góes (PSDB), ação essa que também foi aprovada junto a criação de uma nova taxa de coleta de lixo e um novo cálculo. Até quem não tem coleta de lixo domiciliar vai pagar pelo serviço, proposta do executivo que gerou desconforto no governo municipal por parte dos parlamentares.

Na próxima semana a proposta volta a ser debatida na Câmara de São Roque, já que foi aprovada em primeiro turno com algumas emendas. Sobre a taxa de coleta de lixo também alterada, os vereadores Rafael Tanzi (PP) e Rafael Marreiro (PSB), que fazem parte da Comissão de Obras e Serviços Públicos, se manifestaram contrários à criação da taxa de serviço público de coleta de lixo dentro do projeto de lei do IPTU.

“Somos contrários a essa imposição, pois acreditamos que os custos relativos à prestação de serviços de coleta, remoção e destinação do lixo devem ser arcados pelo poder executivo, até porque o morador já paga tanta taxa”, diz nota assinada pelos dois vereadores.

“Esse é o governo de São Roque, que aumenta a tarifa de ônibus, muda a integração, tenta vender abaixo do preço seus terrenos, e agora dá uma paulada no IPTU.” disse ao Correio do Interior o vereador Guto Issa (REDE), demostrando insatisfação ao atual governo municipal.

Vereador são-roquense recebe alta médica após sofrer infarto

O vereador Israel Francisco, mais conhecido como Toco (PSDB), recebeu alta médica nesta segunda-feira (08), após sofrer um infarto no final da tarde de domingo.

O parlamentar são-roquense estava internado na UTI do hospital particular Unimed São Roque, ele retornou para sua casa com seus familiares no começo da tarde desta segunda e tranquilizou amigos e conhecidos com um vídeo em uma rede social no qual falou sofre ocorrido e sobre sua recuperação.

O vereador teve uma arritmia, diferente de uma parada cardíaca. Arritmia cardíaca é uma alteração no ritmo das batidas do coração, que pode fazer com que ele bata mais rápido, mais lento ou simplesmente fora de ritmo. A frequência de batimentos cardíacos por minuto considerada normal em uma pessoa em repouso, está entre 60 a 100.

A arritmia cardíaca pode ser benigna ou maligna, sendo as do tipo benignas as mais comuns. As arritmias cardíacas benignas são aquelas que não alteram a função e o desempenho do coração e não trazem riscos maiores de morte. No caso do parlamentar houve uma situação benignas, em que agora apenas tem que estar em descanso.

Ele deve voltar as atividades parlamentares pelas próximas semanas após sua recuperação.

Mais de 59 mil são-roquenses devem ir às urnas neste domingo (7)

São Roque (SP) tem 59.687 eleitores aptos a votar neste domingo (7) nas Eleições 2018. Das 8h às 17h, cerca de 150 milhões de brasileiros devem ir às urnas para escolher o futuro presidente do Brasil. Além também, de escolherem os futuros deputados estaduais, federais, senadores e governadores de cada estado.

Conforme informações do Cartório Eleitoral de São Roque, Zona Eleitoral 131, para o município, foram preparas 173 urnas, que corresponde ao número de seções eleitorais no município e mais 22 de contingência, caso seja preciso a realização de troca ao longo do dia de votação. São 19 escolas ao todo, sendo 15 delas públicas.

O Correio conversou um funcionário de uma das escolas públicas de São Roque, ele contou que a escola irá fazer uma conselho de classe na próxima sexta-feira (5) para que a instituição possa ser preparada. E só é obrigatório trabalhar quem é do administrativo das escolas. “Um funcionário da escola junto a um Policial Militar ficam no sábado (6) aguardando a chegada das urnas”.

Região

De acordo com o Cartório Eleitoral de São Roque, a Zona Eleitoral 131 também atende outras cidades da região. Em Mairinque (SP) serão 11 locais de votação, 110 urnas preparadas e 37.407 eleitores aptos. Em Alumínio (SP) existirão quatro locais para votação, 44 urnas e 14.133 eleitores aptos. Já em Araçariguama (SP), cinco locais serão preparados para a votação, 45 urnas serão utilizadas e 15.834 eleitores estão aptos para votar.

Orientações

Para os eleitores, o título eleitoral e um documento oficial com foto deverão ser apresentados na hora da votação. Também pode ser apresentado apenas o E-título (aplicativo de celular), desde que esteja com foto. Além disso, a pessoa pode levar consigo uma cola com os números de seus candidatos. Lembrando que a ordem é: deputado federal, deputado estadual, dois senadores, governador e presidente.

Na hora da votação, é proibido o uso de celulares, câmeras fotográficas, filmadoras e demais equipamentos eletrônicos. Eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida podem contar com a ajuda de uma pessoa de confiança para votar.

Para o eleitor que tiver que justificar o seu voto, ele terá que justificar sua ausência por meio do formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que deve ser corretamente preenchido, com o número do título e os dados da pessoas, e ser entregue no dia da eleição em qualquer seção eleitoral. O mesmo pode ser obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais ou na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet.

Caso a pessoa não apresente sua justificativa no dia da eleição, existe o Requerimento de Justificativa (pós-eleição) que também pode ser preenchido e entregue até 60 dias após cada turno da votação.

Funcionários da Santa Casa de São Roque continuam de greve e prefeitura pede acordo

A Santa Casa de São Roque amanheceu mais um dia em greve dos funcionários. Segundo informações, os manifestantes ainda não conseguiram conversar com o atual prefeito da cidade, Claudio Goes, e vão à prefeitura na tarde desta terça-feira (02) para uma possível conversa com o Poder Executivo da cidade.

Em greve desde a manhã de ontem (01), cerca de 70% dos funcionários da irmandade se encontram em frente ao hospital junto ao Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Sinsaúde). Na tarde de ontem também foi feita uma passeata pela região central de São Roque e os manifestante se dirigiram até a Câmara Municipal com o intuito de buscar apoio com os vereadores.

Um representante do sindicato usou a tribuna da Câmara citando a crise financeira crônica que a Santa Casa de São Roque vem enfrentando nesses últimos anos, relatou também sobre o não pagamento, desde 2017, do dissídio e ressaltou a sua preocupação de que já surgiram boatos de que a irmandade não teria dinheiro para o pagamento do 13º salário dos funcionários nesse ano.

O Correio conversou com o vereador Guto Issa, que afirmou que todo excedente da Câmara tem sido devolvido para a prefeitura e a própria prefeitura repassa para a Irmandade. Essa foi uma sugestão que foi acordada entre os vereadores e cerca de 40 funcionários da Santa Casa que esteve no local junto aos representantes do sindicato. “Legalmente não dá para transferir direto o recurso, mas é possível fazer um acordo político. Porém, o mesmo precisa passar pelo crivo do senhor prefeito”. Ele também ressalta que a saúde na cidade é de responsabilidade da prefeitura.

Setores como enfermagem, técnicos, serviços gerais, cozinha e serviços de limpeza estão se dividindo para a manifestação. Os médicos não entraram em greve.

Segundo um funcionário do local, o número de funcionários no exterior do hospital varia de acordo com a demanda da instituição e o setor de alimentação sofreu com a greve. Ontem e até agora foram servidas somente sopas como refeição para os pacientes e seus acompanhantes. “Comida tem, só que há poucas pessoas trabalhando na cozinha”.

O Correio tentou entrar em contato com a Santa Casa de São Roque e com o Sindicato, mas até agora não tivemos um retorno de ambos.

 

Nota da Prefeitura

A Prefeitura emitiu nesta terça-feira, por meio de sua assessoria, uma nota sobre o caso afirmando que está em conversa com a direção da Santa Casa exigindo a volta dos serviços, mediante às negociações com os funcionários. E esclarece também que está em dia com os repasses à Santa Casa. Desde 2017, já foram repassados cerca de R$33 milhões à irmandade.

“A Administração tem buscado junto ao Governo do Estado, medidas que possam beneficiar à Santa Casa, como por exemplo, o Pró Santa Casa. A Prefeitura de São Roque estuda a possibilidade de promover, nos próximos dias, uma Auditoria que possa direcionar ações em prol da Santa Casa”.

Ato pró-Bolsonaro reune centenas de pessoas em São Roque (SP)

Centenas de pessoas se reuniram neste domingo (23) na praça da Matriz em São Roque (SP) em manifestação a favor de Jair Bolsonaro, candidato a presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL).

O ato começou com uma concentração por volta das 14h na praça onde apoiadores e candidatos entoavam palavras a favor ao candidato, além de diversas vezes o Hino Nacional Brasileiro ser cantado pela multidão.

Em certo momento, as mulheres foram destaque se reunindo nas escadas do local para também demonstrar apoio a Bolsonaro. O evento terminou com uma passeata pelas ruas centrais da cidade.

 

A Corrida Presidencial

Mesmo fora da campanha nas ruas há mais de dez dias, por conta de um atentado que sofreu em Minas Gerais, Jair Bolsonaro segue isolado na liderança da intenção dos votos para à presidência. Com 28%, segundo a última pesquisa Ibope, o candidato oscilou dois pontos percentuais comparado com a última pesquisa.