Uber terá que assinar carteira de motoristas no Brasil

No Brasil a Uber entrou em uma batalha com a Justiça do Trabalho. Por determinação da 4ª Vara do Trabalho de São Paulo, a empresa com operações mundial, bem como no Brasil, terá que contratar e assinar a carteira de todos os seus motoristas, que geram altos lucros para empresa.

Essa ação se iniciou em novembro de 2012, quando o MPT – Ministério Público do Trabalhou moveu uma ação contra a plataforma digital transportes, juntamente com a Associação dos Motoristas Autônomos de Aplicativos (AMAA), destacando as condições de trabalhos impostas pela plataforma.

Conforme a Associação dos Motoristas Autônomos de Aplicativos, ao Jornal Correio do Interior, os motoristas em suma trabalham muito, bem como fazem corridas de alto valor, mas não são remunerados de modo justo.

A sentença foi aplicada pelo juiz Maurício Pereira Simões, e que o prazo para Uber de seis meses para cumprir a sentença e ainda determinou multa diária de R$ 10 mil para cada motorista que trabalham sem registro.

Sobretudo, a Justiça do Trabalhou explicou que a Uber deve ir promovendo a contratação de todos seus motoristas no Brasil de modo gradativo, dentro do prazo para cumprimento da sentença (seis meses). A Uber disse que não vai cumprir a sentença e que vai recorrer da situação até a última instância. A Uber também disse que a decisão gera insegurança jurídica.

Pagamento de indenização

Em meio ação do Ministério Público do Trabalhou, juntamente com a Associação dos Motoristas Autônomos de Aplicativos (AMAA), a justiça também determinou o pagamento de uma indenização os motoristas sem registro, no valor total de R$ 1 bilhão. Parte desse valor de indenização vai para o Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Uber pode deixar o Brasil…

Mesmo que a Uber diga que vai recorrer à decisão até a última instância. O caso agora deve ser acompanhado de perto por muitos, já que se a plataforma, fundada em junho de 2010, perder a batalha em última instância, pode ser o fim das operações da Uber no Brasil, já que ficaria extremamente inviável manter as operações da empresa no país com centenas de milhares de trabalhadores em carteira registrada.

Atualmente a empresa opera em mais de 70 países e só no Brasil tem mais de 1 milhão de motoristas parceiros. Em questão de usuário, se empresa deixar o Brasil, cerca de 30 milhões de usurários, passageiros podem não ter mais o serviços da empresa.  Por fim, no site Uber Newsroom, a empresa destaca diversas informações sobre suas operações, do que faz e o que não faz e demais modalidades de trabalho.