Cirurgião plástico estuprou mulheres em São Roque e um homem

A Polícia Civil  segue as investigações do caso em que um médico é acusado de estuprar uma mulher em São Roque. O caso foi reportado pelo Jornal Correio do Interior em 18 de abril.

Tanto o médico, um cirurgião plástico, bem como a vítima, uma advogada, são moradores da cidade.

A vítima, Andrea Ferreira Albuquerque, 51 anos, registrou o caso na DDM de São Roque – delegacia de Defesa da Mulher. Logo, a Polícia Civil passou a investigar o caso e já ouviu a versão da vítima sobre o ocorrido. Porém, o médico não foi localizado, para ser intimado a depor sobre.

Brevemente a vítima relatou à Polícia que foi abusada, e deu detalhes do crime, após realizar uma cirurgia de  abdominoplastia, procedimento estético na região da barriga. O médico usou o centro cirúrgico de um hospital particular da cidade.

No boletim de ocorrência que o Jornal Correio do Interior teve acesso por meio da SSP, a mulher disse que o médico teria encostado a mão nas partes íntimas e nos seios dela. Além disso, ela destacou que o médico colocou seu pênis na mão dela.  Contudo, a mulher disse que estava sob efeito de remédios no momento do ocorrido, e não teve como pedir ajuda.

Cremesp fala sobre o caso 

Todavia, em meio a investigação que já está em curso, o Conselho Regional Medicina Estado São Paulo (Cremesp), disse que não foi notificado sobre o caso até o momento. Além disso, o Cremesp disse que o médico envolvido na então situação, segue trabalhando normalmente, e que seu registro está ativo, sem qualquer problema.

Contudo, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), disse que o médico não tem especialização em cirurgia plástica. Em suma, ele é apenas um aspirante.  Brevemente a SBCP disse que tem como missão proporcionar aperfeiçoamento contínuo aos médicos associados. Porém, não possui autonomia legal para definir quais profissionais podem ou não exercer a função de médico, e qual escopo profissional podem assumir.

Outras  mulheres e até um homem relata ter sido abusados sexualmente pelo mesmo médico

Brevemente ao registrar o caso na delegacia, Andrea descobriu que outras mulheres também foram vítimas do abuso sexual do mesmo médico. Contudo, um homem, morador Sorocaba procurou o Correio do Interior há uma semana e relatou que também foi vítima de abuso sexual do médico há pouco mais de um ano em uma cirurgia estetica corporal. 

Ele informou que se sente envergonhado pela situação até os dias atuais, e que buscou tratamento psicológico.

Em suma, ele destacou que não registrou o caso por um motivo, sente vergonha, pois é heterossexual e acredita que o caso não ira dar em nada por ele ser homem que se diz ter sido abusado por um médico homem.

Em detalhes, ele disse que também foi abusado enquanto estava anestesiado, mas que se lembra de tudo. Brevemente em um outro detalhe, ele disse que o médico esfregava seu órgão genital em sua nádega.

Ele disse que desde que sofreu o abuso, não voltou mais em futuras consultas que teria com o médico, e atualmente convive com diversos traumas. 

Médico não quer falar sobre, e não está em São Roque 

O Jornal Correio do Interior, tanta falar com o médico desde 18 de abril para falar sobre. Porém, o médico, sendo um figura conhecida na cidade não foi localizado. Por fim, na terça-feira (02), tivemos a informações que ele não está mais em São Roque. A princípio, estaria fugindo da situação.