Testemunha diz que jovem foi estuprado em carro por Lucas di Mario em São Roque

A Polícia segue com as apurações do caso Lucas Di Mario, organizador de eventos na cidade de São Roque, interior de São Paulo, acusado de ter estuprado um jovem de 17 anos em uma balada na cidade.

O caso registrado na Delegacia de São Roque aconteceu no dia 26 de agosto, na casa noturna Pepper, localizada na região central de São Roque. Dois dias depois o caso foi registrado na em boletim de ocorrência.

O caso tomou uma grande repercussão na microrregião de São Roque, isso porque Lucas di Mario, de 39 anos, é uma figura conhecida, está sempre com políticos e empresario e comerciantes da cidade, promovendo eventos diversos.

Em meio as investigações, uma testemunha do caso disse que o amigo, vítima do estupro, foi levado para um carro com Lucas di Mario, onde ocorreu o crime. O carro estava no estacionamento da Pepper Club.

A testemunha afirma que foi Lucas quem levou o amigo para o carro, bem como cometeu o estupro, tendo outros homens no carro. O carro a princípio seria de Lucas di Mario, um citroen C4 quatro porta na cor branca. Antes mesmo de ser estuprado, o jovem também relatou a Polícia que insistentemente Lucas tentou beijá-lo diversas vezes dentro da balada, o que configura assedio sexual.

O adolescente passou por exame médico, que constatou que houve relação sexual. Ele também deve ser submetido a um exame de corpo de delito, e substâncias encontradas no corpo dele, já que a princípio, o acusado teria servido a ele uma bebida adulterada por uma substância.

Nota da Pepper

Em nota, a Pepper disse que os seguranças do estabelecimento não notaram nenhuma situação atípica no dia do crime, que entregou à polícia todas as imagens das câmeras de monitoramento do local e que colabora com as investigações.

O que Lucas di Mario diz?