Novo Shopping na região é obrigado a mudar de nome

Muito perto de iniciar as atividades e ser aberto ao público, o novo shopping da região, o Central Park Plaza Shopping foi obrigado a mudar de nome. 

Uma ação movida pela empresa Savoy na Justiça de São Paulo, faz com que o então shopping não use o nome “Plaza Shopping”. Contudo, a ação ocorre porque a Savoy tem os direitos autorais e registro de marca do nome “Plaza Shopping”.

Assim, uma liminar concedida pela Savoy, obriga o novo shopping que está sendo construído na estrada de Caucaia do Alto – Central Park Plaza Shopping, a retirar o pré nome de “Plaza Shopping”.

Porém, a liminar cabe recurso em segunda instância da Justiça. A Coluna “O Informante”, verificou que de fato a Savoy tem registro da marca no  INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

A Savoy administra shoppings de sua propriedade, já com o pré nome “Plaza”.

Argumento da Savoy  para Justiça

Brevemente em casa relatado judicialmente a Savoy Imobiliária Construtora argumenta que tem registrado no INPI a expressão “Central Plaza”. Além disso, ressaltou que o shopping na estrada de Caucaia “não quis trilhar o caminho da lealdade”.

Não é preciso muito esforço para se concluir que o empreendimento optou por expandir sua área de atuação e, ao invés de trilhar o caminho da lealdade concorrencial, optou por tomar a via mais fácil para o sucesso, utilizando-se de marca que reproduz integralmente o sinal distintivo da autora – já conhecida pelo público consumidor“, disse a Savoy, em trecho da denúncia.

Novo Shopping muda o nome…

Em sua defesa, o Central Park  destacou que há uma grande diferença entre ambos empreendimentos, em suma, a maior diferença entre as os respectivos shopping centers, está a localização. 

A defesa cita ainda que a 6,7 km do Central Plaza Shopping, fica localizado o Central Park Mooca Mall, que não é de propriedade da Savoy, mas também possui o elemento “Central Park” e convive no mercado pacificamente.

 Em suma, diante a situação o então Central Plaza Shopping, mudou o nome, bem como nas redes sociais, unicamente para “Shopping Central Park”.

Por fim, a direção do empreendimento não informou se irá recorrer da ação em segunda instância.