Lucas di Mario está ajudando a Polícia, diz advogados

Os advogados de Lucas di Mario, informaram ao Jornal Correio do Interior, na manhã desta quarta-feira (13), que ele está à disposição da Justiça.

Lucas Luis di Mario, de 39 anos, está sendo investigado como acusado de ter estuprado um jovem de 17 anos em uma balada na região central de São Roque – Pepper Club, no dia 26 de agosto.

Os advogados, Jorge Fernando Vaz e Lineu Alberto da Silva afirmam que seu Lucas di Mario está colaborando com a Justiça para a elucidação do caso.

Nota da Defesa

Ao contrário do que vem sendo divulgado nos grupos de Whatsapp da cidade de São Roque e em alguns meios de comunicação, Lucas está à disposição das autoridades: tomou conhecimento do caso no dia 01 de setembro, oportunidade em que seu advogado se dirigiu à delegacia e, verbalmente, explicou que Lucas poderia esclarecer a situação quando solicitado.

Porém, com a intensificação das notícias, a defesa compareceu novamente na Delegacia de Polícia nos dias 04 (segunda-feira) e 05.09 (terça-feira), protocolando petições que mais uma vez informavam que Lucas estava à disposição para prestar esclarecimentos, bem como para a realização de quaisquer outras diligências, inclusive a coleta de seu material genético, colocando à disposição seu celular e veículo para perícia, protocolando documentos para colaborar com a investigação, assim que for convocado na forma da lei.

No dia 05 foi protocolado Habeas Corpus preventivo, distribuído para 1ª Vara Criminal de São Roque, narrando a versão do Lucas de Mario e apresentando provas, sendo que este ainda não teve a apreciação do Judiciário de São Roque. Os advogados ainda aguardam a apreciação do pedido liminar do Habeas Corpus, uma vez que Lucas está à disposição da Justiça e da Delegacia de Polícia. No mais, os advogados alertam a todos que o Inquérito Policial tramita em segredo de Justiça.

Pedido de prisão de Lucas di Mario virou assunto na cidade

No começo da noite de segunda-feira (11), a coluna “O Informante” apurou sobre as informações de prisão de Lucas Luis di Mario, popularmente conhecido como Lucas di Mario, virou repercussão em São Roque.

Comentários sobre a prisão de Lucas se tornou assunto entre muitos grupos de redes sociais. O Jornal Correio do Interior apurou no CNJ – Conselho Nacional de Justiça que até o momento não consta mandado de prisão contra Lucas.

No Tribunal de Justiça de São Paulo também não consta a informação até o momento de publicação desta matéria.

Exame comprovou estupro

Em meio as investigações, uma testemunha do caso disse que o amigo, vítima do estupro, foi levado para um carro com Lucas di Mario, onde ocorreu o crime. O carro estava no estacionamento da Pepper Club.

A testemunha afirma que foi Lucas quem levou o amigo para o carro, bem como cometeu o estupro, tendo outros homens no carro. O carro a princípio seria de Lucas di Mario, um citroën C4 quatro porta na cor branca. Antes mesmo de ser estuprado, o jovem também relatou a Polícia que insistentemente Lucas tentou beijá-lo diversas vezes dentro da balada, o que configura assedio sexual.

O adolescente passou por exame médico, que constatou que houve relação sexual. Ele também deve ser submetido a um exame de corpo de delito, e substâncias encontradas no corpo dele, já que a princípio, o acusado teria servido a ele uma bebida adulterada por uma substância.

Nota da Pepper

Em nota, a Pepper disse que os seguranças do estabelecimento não notaram nenhuma situação atípica no dia do crime, que entregou à polícia todas as imagens das câmeras de monitoramento do local e que colabora com as investigações.