CCR vai fechar parte da Raposo Tavares em Mairinque até dia 30

Para seguir com as obras de duplicação da rodovia Raposo Tavares no trecho de Mairinque, a CCR ViaOeste fará desmontes de estruturas rochosas no quilômetro 67.

O procedimento de remoção das rochas teve início no dia 18 de maio e vai até o dia 30. Sobretudo, a rodovia ficarpa paracilament fechada neste periodo 14h às 14h30.

Contudo, para garantir que ação cause o menor impacto para que ultiliza a rodovia diariamente, a CCR ViaOeste escolheu a metodologia de fragmentação de rochas por plasma, ou Pyroblast (nomenclatura técnica).

Fragmentação de rochas por plasma

Em suma, a fragmentação de rochas por plasma gera uma menor vibração de solo,  além disso, é menos agressiva que a tradicional dinamite.

A metodologia de fragmentação por plasma não é tecnicamente considerada um explosivo, mas um artifício pirotécnico conforme apontamentos contidos nos relatórios técnicos experimentais elaborado pelo Centro de Avaliações do Exército – CAEx.

A desmobilização das rochas está prevista no escopo de atividades das obras de Duplicação da Rodovia Raposo Tavares e é necessária para dar lugar à área que receberá novas faixas de rolamento.

A operação teve a autorização da Agência reguladora do Estado de São Paulo – ARTESP e a metodologia validada pela CETESB.

Durante o procedimento, tanto a rodovia quanto, bem como a via municipal que dá acesso à rodovia das obras, serão isoladas. Todavia, a CCR vai fazer o isolamento em um raio entre 100 e 500 metros em ambos os sentidos.

Para garantir a agilidade na liberação das pistas no pós-procedimento, para remoção de possível material residual,  haverá a presença de equipes de sinalização e de segurança do trabalho.

A CCR recomenda que os motoristas e munícipes se programem para adiantar seu trajeto levando em consideração os horários em que a rodovia ficará isolada.

Por fim, a orientação para quem vem da Capital em direção à Sorocaba, ou vice e versa, a rodovia Castello Branco é uma alternativa.