CCR vai fechar entrada de Araçariguama por 3 meses

14/04/23 às 13:20
por: Igor Juan

A CCR vai fechar o acesso à Araçariguama na Castelo Branco. A concessionária que administra a rodovia vai fechar o acesso na segunda-feira (17), no quilômetro 50, para quem trafega no sentido capital – interior.

Em suma, a CCR informou que vai manter o acesso fechado pelos próximos três meses. Contudo, o fechamento do acesso é necessário para o andamento das obras de melhorias que a concessionária realiza no trecho.

Contudo, quem vem de São Paulo (capital), para acessar a entrada de Araçariguama deverá utilizar o acesso do quilômetro 49. Em contrapartida, quem trafega pelo sentido interior- capital e vai acessar o bairro e empresas no lado contrário, e deverá seguir pela rodovia Castello Branco até o quilômetro 54 para realizar retorno.

Todavia, a CCR informou ao Jornal Correio do interior que vai realizar uma sinalização já na segunda-feira (17), para orientar os motoristas.

Dentre as melhorias que estão sendo executadas pela CCR ViaOeste estão o aumento da capacidade do dispositivo, com contenções e novas redes de drenagem. As obras foram iniciadas em setembro de 2022 e o prazo de conclusão é novembro deste ano. O investimento nestas melhorias é de R$ 8,7 milhões, com geração de 150 empregos.

A CCR ViaOeste monitora e acompanha diariamente o Sistema Castello-Raposo por meio de seu Circuito Fechado de TV – CFTV, ligado diretamente ao Centro de Controle Operacional. As equipes da Concessionária permanecem à disposição dos clientes das rodovias e munícipes através de seus canais de relacionamento com clientes, como o Disque CCR ViaOeste: 0800 701 5555 e pelo whatsapp (11) 2664-6120.

É possível conferir as atualizações a respeito das obras em andamento nas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares em um site exclusivo lançado pela concessionária recentemente. Para conferir as informações no site basta acessar: www.obrasccrrodovias.com.br.

Fechamento de trecho em Mairinque 

Em Mairinque a CCR também vai realizar o fechamento de acesso a Avenida Prink, que dá acesso a Estrada vicinal Mario Covas. A interdição da via também será a longo prazo. Em suma, a interdição vai durar até o final de junho.