XP fará doação de cestas básicas sexta-feira (30) em São Roque
PUBLICIDADE

XP fará doação de cestas básicas sexta-feira (30) em São Roque

Igor Juan

29 de abril de 2021
Atualização:29 abr 2021 às 19:31

A XP Inc. tem feito uma série de doações durante a pandemia de covid-19, pelo seu programa – Juntos Transformamos, a empresa já atendeu 1,3 milhão de pessoas com R$ 33,8 milhões arrecadados e doados para 16 ONGs nas cinco regiões do Brasil.

Na sexta-feira 30 de abril a empresa irá realizar uma doação de 1000 cestas de alimentos para o Fundo Social da cidade de São Roque, que em breve será a nova sede da XP a partir de 2022 quando as obras de instalação da empresa ficam prontas. As doações serão destinadas as pessoas que sejam cadastradas no Fundo Social do município.

Nova sede da XP em São Roque

A construção da nova sede da empresa em São Roque, chamada de Vila XP foi anunciada pela companhia  no dia 2 de julho de 2020, o que causou entusiasmo para o poder público da cidade de São Roque, tendo em vista a arrecadação de impostos e novos olhares que a empresa trará ao município. A sede da XP em São Roque ficará localizada próximo a Rodovia Castelo Branco em anexo ao Aeroporto Catarina e também bem próximo ao Outlet Cataraina.

Em 2019, o município de São Roque criou uma lei que oferece uma série de benefícios às companhias que se instalarem na cidade. Além da redução de 100% do IPTU por até doze anos, há diminuição de ISS para 2% e isenção de tributos para licenciamento das obras.

Para a empresa, a mudança significaria de sede gera uma economia de custos muito viável. Enquanto o metro quadrado de um escritório de alto padrão na Avenida Juscelino Kubitschek vale em média 100 reais, no entorno de São Paulo, como Alphaville, o aluguel cai para 57 reais. A XP  atualmente aluga seis andares, em um total de 12.145 metros quadrados, do condomínio considerado o mais caro da região.

A mudança para São Roque também daria uma mão de obra mais barata fora da capital. Outra economia significativa poderia vir da isenção ou da redução de impostos. Estima-se que a XP recolha por volta de 200 milhões de reais de imposto sobre serviços (ISS) anualmente aos cofres municipais, cuja alíquota para instituições financeiras é de 5%. O valor corresponde a toda despesa anual da Secretaria Municipal de Esportes.

“Uma cidade da Grande São Paulo ou do interior pode propor cobrar a metade disso, o que já ajudaria significativamente seu orçamento municipal”, afirma Alexandre Motonaga, especialista em tributação da Fundação Getulio Vargas. Não é um tipo de negociação incomum entre governantes e marcas que gozem de certo prestígio. Mas benesses dadas a empresas com muito dinheiro podem causar revolta mundo afora: no ano passado, a Amazon precisou desistir de uma nova sede em Nova York após a população se opor aos incentivos de 3 bilhões de dólares que as autoridades locais tinham oferecido à companhia.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *