WhatsApp punirá quem não aceitar Políticas de Privacidade da empresa
PUBLICIDADE

WhatsApp punirá quem não aceitar Políticas de Privacidade da empresa

Gabriel Kazuo

23 de fevereiro de 2021
Atualização:23 fev 2021 às 14:32

O WhatsApp anunciou uma medida polêmica, para quem se negar a aceitar a Política de Privacidade da empresa, que compartilhará dados do usuário com o Facebook, nesta segunda-feira (22).

A partir do dia 15 de maio, quem não aceitar a política de privacidade será impedido de enviar e receber mensagens, por algum tempo, segundo a empresa. Entretanto, o WhatsApp disse que a ”punição” é temporária, e que a conta não será apagada, mas só poderá ser reativada se houver a concordância com o compartilhamento de dados.

Entenda o Caso

No começo do ano, o WhatsApp começou a enviar várias mensagens para seus usuários no mundo inteiro, anunciando mudanças em sua Política de Privacidade. A partir deste ano, os dados do aplicativo serão compartilhados com o Facebook, que fazem parte da mesma empresa.

Essa mudança não vai afetar o usuário comum, mas irá atingir os usuários da versão Business do WhatsApp, que não terão mais conversas criptografadas. A ideia é que o Facebook use as conversas entre vendedores e compradores de empresas no aplicativo, para gerar anúncios.

Porém, carga da bateria, operadora de celular, força do sinal da operadora e identificadores do Facebook, Messenger e Instagram que permitem cruzar dados de um mesmo usuário nas três plataformas serão dados que serão compartilhados e cruzados a partir de agora, para quem usa as redes sociais normalmente.

O que será compartilhado entre as empresas

  • informações de registro, como o número de telefone;
  • endereço de IP;
  • informações sobre o dispositivo utilizado (modelo, nível da bateria, força do sinal, versão do aplicativo, informações do navegador, rede móvel);
  • dados de transações e pagamentos;
  • informações sobre como você interage com outros, incluindo empresas (o tempo, a frequência e a duração de suas atividades e interações, nunca o conteúdo);
  • relatórios e registros de desempenho.

Para quê serão usados esses dados

  • ajudar a aprimorar os sistemas de infraestrutura e entrega;
  • entender como os serviços são usados;
  • promover proteção, segurança e integridade em todos os produtos;
  • aprimoramento dos serviços e experiências, incluindo sugestões para os usuários (como a recomendação de conteúdos, conexões de grupos ou amigos);
  • integração para conectar o WhatsApp com outros produtos do Facebook.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. [email protected]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *