Vídeo mostra jovem sendo “preparado” para ter CPF cancelado por facção

Redação

28 de abril de 2021
Atualização:28 abr 2021 às 20:30

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um jovem identificado como  Wanderson Costa Pacheco de 22 anos, minutos antes de ser morto a tiros por dois homens na cidade de Juruena (880 km ao Noroeste de Cuiabá). Os suspeitos, que já foram presos, são integrantes do Comando Vermelho atuante no Noroeste de Mato Grosso e durante o crime, pedem à vítima ‘pedir desculpa à família’, termo usado pela facção.

Nas imagens, Wanderson aparece sentado às margens de uma estrada de terra, na zona rural da cidade. Um dos suspeitos filma e o outro concretiza o crime, mas antes, o questiona: “você pede perdão à família?”, diz. “Fala, família, me perdoa. Não fala nome. Se levantar eu atiro”, continua o suspeito enquanto a vítima aparece agoniada e pedindo para não atirar.

“Você não vai atirar em mim não, né? Eu não fiz nada errado”, questiona Wanderson, e o assassino responde “não. Essa é a humilhação do senhor, melhor isso que um tiro na cara”. Vítima ainda pede para eles desligarem a câmera, mas o suspeito fala que não vai.

Diz ainda que primeiro vai gravar e que depois eles conversam e diz que ‘não vou atirar no senhor, não’. Vítima insiste para ele abaixar a arma, o suspeito perde a paciência e diz: vou atirar nesse cara e dispara 6 tiros contra a vítima.

O corpo de Wanderson só foi encontrado nas primeiras horas de segunda-feira (27), por um trabalhador que utilizou a estrada para cortar caminho.

Quando chegou na porteira, visualizou o corpo caído de bruços com 3 marcas de tiros, um na região dorsal e duas no pescoço. Polícia foi acionada e iniciaram as investigações do crime.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *