Vereadores aprovam título de cidadão Sorocabano a Bolsonaro
PUBLICIDADE

Vereadores aprovam título de cidadão Sorocabano a Bolsonaro

Igor Juan

11 de maio de 2021
Atualização:11 maio 2021 às 14:15

Bolsonaro

Jair Bolsonaro, presidente da República (REUTERS/Ueslei Marcelino)

Os vereadores de Sorocaba aprovaram em sessão de terça-feira (11), na Câmara de vereadores, dois Projetos de Decreto Legislativo de concessão de títulos de cidadão sorocabano, sendo um para o presidente Jair Bolsonaro, de propositura de Luís Santos; e outro para o deputado federal Eduardo Bolsonaro, este proposto por Vinícius Aith.

Foram 12 votos para “sim” e 5 para “não” no PDL que homenageia Eduardo Bolsonaro e 13 votos para “sim” e 5 para “não” no PDL que homenageia Jair Bolsonaro. A aprovação precisaria de maioria simples.

Na questão de ordem no momento da votação do PDL para Eduardo Bolsonaro, Iara Bernardi informou que havia uma assinatura não identificada, por isso, esse voto não valeria. Cláudio disse que o assunto estava vencido, e Iara o contrariou. “Aqui são todos figura públicas. Tem de ter assinatura identificada”, afirmou ela.  Segundo Cláudio, há 12 assinaturas e a 12ª ele “não saberia de quem é, mas não precisaria de identificação também.”

Já no momento da votação referente à homenagem a Jair Bolsonaro, Iara chamou o presidente de “genocida” e voltou a questionar “Quem matou Marielle?”.

Fernanda Garcia relembrou que o presidente é investigado na CPI da covid no Senado. “Um presidente investigado receber um título de cidadão sorocabano? Quando a grande maioria da população não concorda com isso”. Já Fernando Dini rebateu sua fala dizendo que “investigado não está julgado, diferente de colegas dessa Casa que defendem bandidos corruptos que fizeram o maior roubo da história do Brasil”.

Vinícius Aith defendeu que Jair Bolsonaro “é o melhor presidente da história do país” e repudiou, nas palavras dele, que “a esquerda que é desse jeito mesmo, fazendo gritarias, espalhando terror e apoiando ditadores”.

Jair Bolsonaro é reconhecido como cidadão Sorocabano 

O PDL de Luís Santos é uma propositura apresentada há mais de 3 anos, em 20 de março 2018, quando Jair Bolsonaro ainda era deputado federal. À época, o projeto havia sido retirado de pauta.

Na justificativa para a concessão de título de cidadão, o vereador defende que “Jair Bolsonaro é conhecido por suas posições em defesa da família, da soberania nacional, do direito à propriedade e dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa. Suas bandeiras políticas são fortemente combatidas pelos partidos de ideologia esquerdista.

Em seus mandatos parlamentares, destacou-se na luta contra a erotização infantil nas escolas e por um maior rigor disciplinar nesses estabelecimentos, pela redução da maioridade penal, pelo armamento do cidadão de bem e direito à legítima defesa, pela segurança jurídica na atuação policial e pelos valores cristãos. Foi idealizador do voto impresso, que certamente contribuirá para a realização de eleições mais confiáveis e passíveis de auditagem”.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *