Veja como consultar se você vai receber Auxílio Emergencial 2021
PUBLICIDADE

Veja como consultar se você vai receber Auxílio Emergencial 2021

Redação

2 de abril de 2021
Atualização:02 abr 2021 às 19:50

Quem tem duvidas se vai ou não receber o Auxilio Emergencial do Governo Federal  2021,  já podem consultar pelo sistema do DataPrev se vão receber o benefício de ajuda financeiro diante a pandemia de Covid-19.

A consulta é feita apenas no Dataprev, empresa estatal responsável por processar os pedidos do beneficio. clique aqui para acessar e consultar. O beneficiário deverá informar de modo simplificado o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento, obtendo em seguida o resultado se irá receber ou não.

Também é possível consultar pelos canais de atendimento eletrônico da Caixa Econômica Federal: pelo auxilio.caixa.gov.br ou pelo telefone 111.

Só são elegíveis a receber o pagamento do Auxilio 2021 os trabalhadores que em 2020 receberam as seis parcelas do Auxílio Emergencial. Para o programa 2021 a Dataprev analisou, todos cadastros de 2020, para ver quem de fato se encaixa nas regras de recebimento 2021.

Com calendário já definido de pagamento, o Governo Federal também informou que diferente do ano anterior, não serão aceitos aberturas de novas inscrições ao programa.

A nova rodada do Auxílio Emergencial começa a ser paga em 6 abril, como medida de resgate aos mais vulneráveis em momento de agravamento da pandemia do coronavírus.

O retorno do benefício será em quatro parcelas, com valores específicos conforme o perfil de quem recebe. O valor médio dessa rodada é de R$ 250, mas pode variar de R$ 150 a R$ 375 a depender da composição de cada família.

Como declarar Auxílio Emergencial no Imposto de Renda ?

O contribuinte não isento de Imposto de Renda que recebeu auxílio emergencial no ano passado deverá estar atento. Previstas para serem publicadas amanhã (25) no Diário Oficial da União, as regras da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2021 estabelecem a obrigação de declarar o benefício assistencial recebido durante a pandemia de covid-19. O prazo de entrega do IRPF2021 começa na próxima segunda-feira (1º) e vai até 30 de abril.

Pela primeira vez, o programa preenchedor dedicará espaço para a declaração de criptomoedas e de outros ativos eletrônicos. Quem fez o saque emergencial de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) também precisará informar o recebimento do dinheiro.

No caso do auxílio emergencial, tanto o auxílio cheio, de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), quanto o auxílio emergencial extensão, de R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras), terão de ser declarados por serem considerados rendimentos tributáveis de pessoa jurídica. Quem tiver recebido mais de R$ 22.847,76 na soma de todos os rendimentos tributáveis no ano passado deve devolver os valores do auxílio emergencial.

A devolução do auxílio emergencial está estabelecida pela Lei 13.982, de abril de 2020. Mais informações sobre como devolver os recursos podem ser obtidas na página do Ministério da Cidadania na internet.

A declaração no Imposto de Renda e a devolução do auxílio emergencial vale tanto para o contribuinte principal como para os dependentes. Quem recebeu menos que R$ 22.847,76 em rendimentos tributáveis em 2020 está isento da declaração do IRPF e não precisa se preocupar.

O saque emergencial de R$ 1.045 do FGTS, autorizado como medida de alívio durante a pandemia de covid-19, também precisará ser declarado, como todos os saques do Fundo de Garantia. O dinheiro deverá ser informado no campo “Rendimentos isentos e não tributáveis”. Por se tratar de um rendimento isento, o FGTS não altera a base de cálculo do IR, mas o valor deve ser declarado para comprovar a origem dos recursos.

Criptomoedas

Em relação aos ativos eletrônicos, o programa gerador passará a ter três códigos para a declaração desses bens. Na ficha “Bens e direitos”, foi criado o código 81 para bitcoins, 82 para outras moedas digitais (ether, XRP, bitcoin cash, tether, chainlink, litecoin e outras) e 83 para os demais criptoativos (ativos não considerados criptomoedas, mas classificados como security tokens ou utility tokens).

 

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8M5n5lk2