Turismo em 2020 promete ser promissor com feriados prolongados


13/01/2020 l Atualizada em - 13/01/2020 às 22:21

Franquia Encontre Sua Viagem projeta uma movimentação de 5% este ano com nove feriados prolongados

O brasileiro que adora viajar terá muitos motivos para colocar o pé na estrada este ano. É que a quantidade de feriados prolongados promete agitar o turismo no Brasil, e até mesmo, nos países próximos.

Com mais folgas do que o ano passado, além ainda de ser ano bissexto, ou seja, com 366 dias, 2020 terá 11 feriados nacionais. Desses, nove serão com final de semana prolongado, fora ainda os feriados municipais e estaduais, como a Revolução Constitucionalista de 1932 (9 de julho) no estado de São Paulo, Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e aniversários das cidades. Em comparação, em 2019 foram apenas cinco feriados estendidos.

Com a possibilidade de muitas pessoas aproveitarem as datas festivas, empresários do segmento de turismo estão bastante otimistas.

Henrique Mol, diretor executivo da franquia Encontre Sua Viagem (rede com foco em serviços de turismo) conta que os feriados prolongados deverão gerar uma movimentação de 5% no seu negócio, em comparação com o ano passado. “O turismo promete ter um impacto positivo significativo este ano, principalmente para cidades praianas, que costuma reunir boa parcela de turistas que tiram quatro a cinco dias de folga do trabalho”, afirma.

O primeiro feriado prolongado é o do Carnaval, celebrado no dia 25 de fevereiro (terça-feira).

“Hoje o turista está mais organizado e buscando alternativas para reduzir o custo da viagem, como evitar usar o carro e diminuir os dias que ficarão fora de casa”, observa o executivo.

Destinos mais buscados

O Brasil é feito de cenários paradisíacos. Por isso, Mol acredita que os destinos que farão mais sucesso nessas datas são as praias. Em específico, lugares clássicos como: Porto Seguro, Natal, Fortaleza, Maceió e Salvador, principalmente por agora estarem limpas, livre do óleo despejado há alguns meses. “Outro destino em alta é o Chile e Buenos Aires. São viagens onde é possível ficar pouco tempo, com excelentes programações de viagens”, diz.

O empresário salienta que, para quem busca colocar o pé na estrada, independente da época do ano, é necessário organizar as finanças e comprar com antecedência. “Todo início de ano as companhias aéreas lançam ótimas ofertas. Se deixar para última hora, é possível encontrar voos com o valor um pouco mais ‘salgado’. Além do mais, é possível parcelar a compra em mais vezes”, afirma.

Franquia de turismo é negócio promissor

Com o mercado aquecido, investir no segmento de turismo acaba se tornando uma oportunidade para quem busca abrir algo próprio que ofereça crescimento no mercado e boa lucratividade.

“O brasileiro pode até ter diminuído o número de dias fora de casa, mas ele não deixou de viajar”, finaliza Mol.

Uma ótima opção pode ser a franquia de turismo Encontre Sua Viagem. Ela oferece dois modelos de negócios: home office e loja física. Com R$11.990 já é possível investir em um negócio dentro de casa, mas para quem deseja uma estrutura completa, a loja física exige R$45.600,00 para se tornar um franqueado. Com lucro médio mensal de R$3 mil a 7 mil (home office) a R$15 mil (loja física), o prazo de retorno varia de 3 a 12 meses (home office) até 24 meses (loja física).

Dados apontados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostraram que o segmento de Hotelaria e Turismo teve alta de 7,2% da receita no terceiro trimestre de 2019. A melhora do quadro macroeconômico, investimentos no segmento hoteleiro e o início da operação de novas companhias aéreas low cost no Brasil favoreceram o setor.

Uma ótima opção pode ser a franquia de turismo Encontre Sua Viagem. Ela oferece dois modelos de negócios: home office e loja física. Com R$11.990 já é possível investir em um negócio dentro de casa, mas para quem deseja uma estrutura completa, a loja física exige R$45.600,00 para se tornar um franqueado. Com lucro médio mensal de R$3 mil a 7 mil (home office) a R$15 mil (loja física), o prazo de retorno varia de 3 a 12 meses (home office) até 24 meses (loja física).

Dados apontados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostraram que o segmento de Hotelaria e Turismo teve alta de 7,2% da receita no terceiro trimestre de 2019. A melhora do quadro macroeconômico, investimentos no segmento hoteleiro e o início da operação de novas companhias aéreas low cost no Brasil favoreceram o setor.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *