Taxa de recolhimento de lixo será cobrada com reajuste de 2,89 % no IPTU em Itapetininga

Redação

17/01/2020 l Atualização 17/01/2020 às 11:19

A cobrança da taxa do lixo é cobrada com base na área construída dos estabelecimentos domiciliares

A taxa do lixo, que é cobrada junto ao carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Itapetininga foi reajuste 2020. A Secretaria de Finanças da prefeitura de Itapetininga, informou nesta quinta-feira, dia 16, que como no ano anterior, está prevista a adequação conforme o do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) seguindo o mesmo percentual de 2,89%.

A cobrança da taxa do lixo é cobrada com base na área construída dos estabelecimentos domiciliares, comerciais e industriais. Para casa com até R$ 100 m² de construção o valor será de R$ 67, 50. Acima de 400 m² de construção será cobrado o valor de R$ 496. Os estabelecimentos comerciais e industriais sentirão mais a mudança. As taxas para cadastros comerciais variam de R$ 410 a R$ 1500. Já para cadastros industriais, a taxa pode chegar a R$ 9 mil. No ano passado, não houve reajuste na cobrança da taxa.

Na semana passada, o Executivo já tinha informado que o IPTU deste ano sofrerá um reajuste de 2,89%, de acordo com a correção do IPCA que é a inflação acumulada no período de um ano. A variação do tributo é menor em relação ao ano passado, quando o reajuste aplicado foi de 4,53%.

Aproximadamente 61 mil carnês começarão a ser entregues a partir de fevereiro deste ano. A estimativa de arrecadação, segundo a secretaria Municipal de Finanças, é de R$ 16,8 milhões.

Saiba quando há isenção do IPTU

Quem comprovar judicialmente a adoção de crianças ou adolescentes até 14 anos; ex-combatentes da 2ª guerra mundial; áreas destinadas à prática de esportes; aposentados, pensionistas e pessoas de baixa renda, desde que a renda mensal não ultrapasse a dois salários mínimos.; sede de entidades ou associação desportiva, sem fins lucrativos e declaradas por Lei de utilidade pública; Companhias ou Cooperativas Habitacionais; Empresas que vierem a se estabelecer no município, de acordo com o número de funcionários, e prazos estabelecidos; moradias de até 48 m2 de área construída; portadores de Neoplasia, Síndrome de Imunodeficiência Adquirida e Insuficiência Renal Crônica; produtores Rurais, devendo ser comprovado pelo contribuinte através das notas fiscais emitidas.

Cada uma destas situações possui regras específicas que devem ser seguidas. Para ficar isento do imposto, o cidadão deve fazer um requerimento na prefeitura e levar documentos comprobatórios da situação alegada.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *