×
☰menu
PUBLICIDADE

Justiça condena a 30 anos autor da morte de GCM em Mairinque, caso aconteceu em 2013

Igor Juan

6 de abril de 2019
Atualização:06 abr 2019 às 10:50

A Justiça condenou a 30 anos de prisão o acusado da morte do Guarda Municipal de Mairinque, Laércio Souza Lanes e a sua esposa Lindalva Prado, eles foram mortos em agosto de 2013.

O autor do crime Danilo Roberto de Lima Rosa recebeu a condenação nesta sexta-feira (05), por latrocínio (Roubo seguido de morte), e deverá cumprir a pena inicialmente em regime fechado. Danilo foi preso em em 2017, na cidade de Cerqueira César (SP), após ficar quatro anos foragido. Além dele outras sete pessoas estavam envolvidas no crime – três foram absolvidas, sendo duas menores de idade na época.

Ainda conforme a justiça informou, Fernando Henrique Pereira da Silva o mentor do crime segue até os dias de hoje foragido.

O subcomandante da Guarda Municipal foi rendido e morto em casa junto a sua esposa após ter chego do trabalho. Laércio Souza Lanes e Lindalva Prado, foram mortos com tiros na cabeça, por uma arma calibre 36, o filho do casal, de apenas 10 anos, também levou um tiro na cabeça e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional, em Sorocaba (SP), e sobreviveu, tendo sequelas até hoje, que afetou sua coordenação motora.

Os criminosos invadiram a a casa do subcomandante para roubar o dinheiro da venda do imóvel do qual eles estavam e que ele (Guarda) havia acabado de receber pela venda da casa, mas os criminosos não conseguiram o dinheiro, pois a transação foi feita por intermédio bancário.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *