Justiça adia decisão sobre júri de acusados de matar Vitória
PUBLICIDADE

Justiça adia decisão sobre júri de acusados de matar Vitória

Igor Juan

27 de fevereiro de 2019
Atualização:27 fev 2019 às 10:20

A Justiça de São Roque, interior de São Paulo, adiou para abriu a decisão sobre o júri popular dos acusados de matar a adolescente Vitória Gabrielly, de 12 anos, em junho do ano passado, em Araçariguama. Nesta terça-feira (26), apenas uma das acusadas foi ouvida.

A justiça havia previsto ouvir os três réus do casos, o casal Bruno Marcel de Oliveira e Mayara Borges de Abrantes e o servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, porém apenas Mayara foi ouvida. Os outros dois não estiveram presentes no fórum de São Roque devido a um problema de liberação no presidio de Tremembé.

Se condenados pela morte da jovem, os acusados podem pegar 40 anos de prisão ou mais por, ocultação de cadáver, sequestro qualificado, homicídio qualificado por motivo torpe em meio cruel.

O Crime

(Álbum de Família/Reprodução)

A jovem de 12 anos foi sequestrada enquanto andava de patins em uma rua perto da casa dele. Depois de uma semana desaparecida a menina foi encontrada morta em um matagal, a 12 quilômetros de onde morava.

As investigações da Polícia concluíram que a jovem foi morta por engano devido a uma dívida de drogas, em que o devedor a um traficante teria uma irmã parecida com a vítima Vitória Gabrielly.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *