×
PUBLICIDADE

Ituano joga mal e perde para o SP na 1° partida das quartas de final

Gabriel Kazuo

25 de março de 2019
Atualização:25 mar 2019 às 10:26

Em partida realizada na tarde de Domingo (24), o Ituano jogou mal e perdeu para o São Paulo, no Estádio do Morumbi. O jogo serviu para reabilitar o Tricolor Paulista, que estava vivendo uma crise técnica e política. O Galo de Itu até que começou melhor o jogo, aos 4 minutos do primeiro tempo, o meia Corrêa quase fez um gol olímpico, após cobrança de escanteio que deu trabalho para o goleiro Tiago Volpi, do São Paulo.
Sem os medalhões, e apostando em vários jogadores jovens, o São Paulo foi envolvendo o Ituano ao longo do primeiro tempo, mas mesmo assim continuava levando sustos. Aos 19 do primeiro tempo, Martinelli (que teve atuação apegadíssima no jogo de ontem), passou a bola para o atacante Morato, que chutou perto da meta Tricolor.

A primeira chance do São Paulo foi aos 25 minutos do primeiro tempo, quando o colante Hudson cruzou, o centroavante Pablo escorou e o jovem Igor Gomes chutou longe do gol. Só que aos 32 minutos, o meia acertou um lindo chute para abrir o placar no Morumbi.

E não é que o garoto são-paulino se empolgou após o gol? Sete minutos depois, ele passou a bola para o jovem atacante Antony que invadiu a área, chutou cruzado e a bola saiu para fora. Aos 42, o atacante Everton perdeu um gol cara a cara com o goleiro Pegorari, do Ituano.

O segundo tempo começou assim como foi o primeiro, com o Ituano criando a primeira chance de gol. Aos 4 minutos, Morato novamente chutou de fora da área e Tiago Volpi fez uma boa defesa. Vendo que o time precisava atacar mais, o técnico Vinícius Bergantim sacou o volante Marcos Serrato, para por o meia Bassani. Só que a mexida não surtiu efeito, pois aos 14 minutos, Reinaldo chutou forte, obrigando Pegorari a fazer uma bela defesa.
No minuto seguinte, saiu o segundo gol do São Paulo. No erro da defesa do Ituano, Antony roubou a bola e tocou para Everton Felipe, que chutou forte. No rebote do goleiro, Igor Gomes empurrou a bola para o fundo do gol. Aos 18 minutos, o São Paulo quase fez o terceiro, após Igor Gomes chutar a bola no travessão.

O Ituano, após o segundo gol, continuava tomando sufoco. Aos 25 minutos, Pablo chutou rasteiro, Pegorari defendeu e Antony isolou a bola para longe do gol. No minuto seguinte, o lateral Reinaldo chutou a bola na trave. Era um verdadeiro massacre do Tricolor Paulista e o Ituano estava impotente com o poder ofensivo do time da capital.

Novamente, o Ituano mexeu na equipe, para tentar evitar uma goleada. O volante Corrêa e o atacante Ramon saíram, para a entrada do volante Paulinho Dias e do atacante Gui Mendes. As alterações surtiram efeito e o Galo de Itu voltou para o jogo. Aos 36 minutos, e depois de ter um gol bem anulado pelo VAR, Bassani chutou rasteiro e Tiago Volpi fez uma bela defesa. No lance seguinte, Paulinho Dias cobrou escanteio e Morato pegou a defesa são-paulina desprotegida, fazendo então o gol do Ituano, mas o placar terminou mesmo 2×1 para o São Paulo.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.