Depois de Poltergeist, o fenômeno, chega ao Brasil um novo filme de terror: Pol-Liticagem, o fenômeno
PUBLICIDADE

Depois de Poltergeist, o fenômeno, chega ao Brasil um novo filme de terror: Pol-Liticagem, o fenômeno

Redação

22 de maio de 2019
Atualização:22 maio 2019 às 12:55

Eram 22 horas e 37 minutos de uma sexta-feira, já estava sonolento, quase dormindo, quando resolvi olhar o Facebook no celular e vi algo assustador, pensei que estava num pesadelo, pois achei que eles estavam mortos, mas para meu susto, eles estavam ressuscitando.

Quem são esses que me causaram grande temor? São os candidatos políticos das próximas eleições e suas propagandas. Querem se eleger prefeitos ou vereadores e agora vão usar de todas as formas bizarras para nos assustar. Vídeos mostrando os problemas dos bairros, fotos com sorrisos falsos, ataques aos outros candidatos e sempre que tiverem oportunidade, sairão às ruas atacando as pessoas com tapinhas nas costas.

Devemos alertar os mais inocentes, pois os candidatos monstros irão tentar ludibriar e enganar a todos com promessas infundadas, calúnias sobre os adversários, pagar churrasquinho de “gato”, fazer doação de gás de cozinha, jogo de camisas pros times dos bairros e o pior de tudo, oferecerão empregos com ótimos salários para todos que os apoiarem. Esses, por sua vez, infectados com essa oferta, irão atacar vizinhos, familiares, amigos de trabalho, listas e grupos de Whatsapp e o feed de notícias de todos seus amigos no Facebook com as propagandas desse candidato que o infectou com uma falsa promessa. Sim.

Falsa promessa. Pois após conseguirem conquistar seu nefasto objetivo de serem eleitos, irão esquecer todos que os ajudaram, vão se trancar em seus castelos com portas fechadas e enormes ogros impedindo o acesso daqueles que irão cobrar o que foi prometido. Durante três anos, voltarão a suas atividades normais de tentar conquistar praias, bons restaurantes, passeios de navio e concessionárias de carros novos. Para o povo, sobrará o sofrimento de trabalhar, pagar contas, impostos e ver seu bairro e cidade apodrecendo como se estivessem mortos.

Fim

Vicente Bernardes

Pensador livre, pai solteiro, Marketeiro, MICO-empresário, praieiro quando sobra dinheiro, pesquisador de assuntos que ninguém entende e fã de Sessão da Tarde.

Redação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *