×
☰menu
PUBLICIDADE

Canal traz assuntos polêmicos debatidos por personagens cômicos

Igor Juan

30 de março de 2019
Atualização:30 mar 2019 às 12:14

Com uma visão descontraída e atual, o ator e empresário Diego Trevisan traz através do Canal “Debatedeira” a discussão de diversos assuntos polêmicos que repercutem na mídia. O ator criou sete personagens que, ao decorrer dos vídeos, debatem sempre com a mediação de um profissional especialista no assunto debatido. Os vídeos são produzidos pela Bilateral Filmes, produtora que Trevisan mantém com seu sócio, Júnior Cotrim.

Os vídeos, de aproximadamente 5 minutos, trazem os personagens Dona Josefa, Jenyffer, Samira, Nestor, Cacá, Léo e Mario Huano. Cada um dos personagens possui características marcantes e populares, trazendo uma identificação com o cotidiano do espectador.

Além dos personagens cotidianos, o canal ainda traz collabs com outros youtubers e formadores de opinião, que discorrem sobre os temas. Já passaram pelo canal a Miss São Paulo Be Emotion Paula Palhares, Dudu Rocha, Camilla Amaral e Mariana Bergo.

“O principal diferencial do Debatedeira é que, dentro do canal, temos muitas variantes de possibilidades. Geralmente canais que trazem temas para serem discutidos são de uma forma séria. Nós queremos trazer os temas polêmicos, mas com uma leveza pra que a gente consiga atingir um número maior de pessoas, para que as pessoas gostem do Debatedeira, pelo humor, pela informação e que lance “sementinhas” através dos programas. Outra coisa que temos como diferencial são os ganchos de vertentes, tendo cada personagem como um “youtuber”, e cada personagem pode abraçar um nicho diferente”, explicou Diego Trevisan

O ator ainda conta que os sete personagens foram pensados em cima de estereótipos para que trouxesse empatia aos espectadores. “Nós pensamos em elaborar alguns personagens femininos e alguns masculinos, e que cada um tivesse uma característica diferente, estereotipado, e que pudesse discutir algum tema específico, algum nicho específico da sociedade. Tentamos pegar o máximo de estereótipos possíveis que estejam presentes na nossa sociedade, dentro da nossa casa, pra ter essa empatia com o personagem, reconhecer em algum personagem uma vizinha, uma tia, um amigo. Depois de desenhado, conseguimos chegar nos sete personagens, onde demos nomes, buscamos referências”, completa Trevisan.

O empresário Júnior Cotrim enfatiza a importância de manter a estética fotográfica em contraponto a linguagem da internet. “Nós tivemos uma preocupação com a linguagem da edição, tendo cortes secos, a linguagem que os youtubers usam, que é uma coisa bem da modernidade, as inserções de imagem, de memes no meio da edição. No entanto, não quisemos perder a beleza das cenas que é uma coisa que a gente gosta, prezamos pela beleza cênica, talvez esse seja um diferencial também, temos a pegada youtuber, porém mantemos uma boa fotografia”.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *