×
☰menu
PUBLICIDADE

Sorocaba e São Roque voltam para Fase Amarela do Plano SP

Gabriel Kazuo

19 de fevereiro de 2021
Atualização:19 fev 2021 às 17:40

Sorocaba, São Roque, e as demais 46 cidades da RMS subiram para a Fase Amarela do Plano São Paulo, na tarde desta sexta-feira (19). A partir de agora, o comércio nas duas cidades podem funcionar por mais tempo, bem como bares, lanchonetes, e demais empresas prestadoras de serviços.

Segundo a Secretária do Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, houve uma redução no número de casos confirmados, internações e óbitos nos municípios da Região, permitindo assim a migração para a fase amarela. Atualmente, o índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na região está em 71,1%. Já a quantidade de leitos disponíveis é de 13,1, para cada 100 mil habitantes. O total de novos casos, com base na mesma amostra populacional, é de 308,3, enquanto o número de óbitos é de 6,8. Já as internações somam 62,9.

Aliás, a RMS segue o padrão do Estado, que também apresentou queda nesses índices, permitindo que algumas regiões também subissem de fase no Plano São Paulo. Por exemplo, a taxa de novos casos confirmados caiu 14%, desde a semana passada, e os óbitos tiveram queda de 7%. O número de internações está estagnado.

Entretanto, as únicas regiões que mais preocupam são Presidente Prudente e Barretos, que regrediram para a Fase Vermelha. O Governador João Dória (PSDB) ainda alertou que essa nova classificação não é permanente, e que pode haver mudanças tanto positivas, quanto negativas, a qualquer momento. Em todo o Estado de São Paulo, até o momento, 1.932.017 pessoas já foram vacinadas. Desse total, 1.585.151 receberam só a primeira dose, enquanto as outras 346.805 tomara as duas.

O que funciona na Fase Amarela?

O comércio não essencial, como shoppings e lojas, podem funcionar por 12h, no intervalo previsto entre as 6h até as 22h. Bares, restaurantes, academias, parques e centros esportivos podem funcionar por 10 horas. Eventos culturais com público sentado também são permitidos. A taxa de ocupação em todos esses lugares é de 40%.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *