Servidora Pública é acusada de roubo pela primeira dama de São Roque, e diz sofrer perseguição


12/04/2019 l Atualizada em - 13/04/2019 às 11:34

Uma Servidora Pública da prefeitura de São Roque (SP), registrou no início desta semana um boletim de ocorrência contra a mulher do atual prefeito da cidade, Cláudio Góes (PSDB), por acusação de roubo.

A Servidora, uma faxineira foi acusada de roubo pela primeira dama, Mazé Barros a poucos dias, na situação em que um aparelho celular desapareceu de um setor da prefeitura e que ela (faxineira) foi acusada diretamente pela primeira dama, segundo a servidora.

A faxineira que pediu para não ser identificada na matéria, disse ainda que foi forçada a assumir o roubo do celular no qual ela disse que não roubou e ressaltando que jamais roubaria.

A Servidora registrou o caso na delegacia da cidade como calunia e acabou sendo transferida de local de trabalho a mando da primeira dama. A servidora também informou que tem sofrido perseguições de todos os modos por pessoas ligadas à primeira dama e até mesmo por ela (primeira dama), e que não tem ido ao novo local de trabalho por medo de ações que posam ser feitas contra ela, já que a primeira dama teria influência na cidade, disse ela.

Na delegacia ela ainda disse que encontrou dificuldades em registrar o boletim de ocorrência por envolver a primeira dama, no qual o atendente tentava impedir o registro do caso.

Procurada pelo Correio do Interior, Mazé Barros não quis comentar sobre o caso e informou que a assessoria de comunicação da prefeitura era quem poderia falar sobre o caso, mas ressaltou que nunca nem falou com a servidora.

O caso deverá ser apurado pela delegacia da cidade.

Um comentários

  1. Messias Jofre Tomaz de Almeida

    13/04/2019 at 14:17

    🏛️

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *