São Roque pode ir para a Fase Laranja do Plano SP

Redação

15 de abril de 2021
Atualização:15 abr 2021 às 10:01

Avenida João Pessoa na região central de São Roque.

O Governo de São Paulo, segundo informações do Jornal Folha de. S.Roque, irá anunciar mudanças importantes no Plano SP, na sexta-feira (16). A principal delas é que algumas regiões do Estado podem subir para a Fase Laranja.

Essa medida pode beneficiar a Região de Sorocaba, onde São Roque está inserida. Vale lembrar que a Fase Laranja é menos restritiva que a Fase Vermelha, com a liberação de vários serviços não essenciais, que permaneceram fechados desde o dia 12 de março, no começo da Fase Emergencial.

Segundo o Governo, a taxa de internações no Estado é de 86,4%, com tendência de queda. Mesmo vários especialistas não recomendando a flexibilização neste momento, há a confiança de que não haverá problemas para que esse retorno seja possível.

A secretária do Desenvolvimento Econômico Patrícia Ellen informou, em entrevistas coletivas nesta semana, que o Estado está acompanhando a situação de todos os 645 municípios paulistas, e estuda com as demais pastas sobre a possibilidade de algumas delas subirem para a Fase Laranja.

Mesmo com o número de óbitos ainda em alta, o secretário de Saúde Jean Gorinchteyn disse que a situação hospitalar de vários municípios melhorou consideravelmente, e que só esse fator já serve para que a flexibilização ocorra, aliado também com a redução no número de casos.

Porém, os dados gerais da RMS como um todo não favorecem a subida para a Fase Laranja. A taxa de internações é de 91,6%, sendo 110 novas internações por dia. Por conta disso, a chance maior é de que São Roque permaneça na Fase Vermelha.

Vale lembrar que, na matéria da Veja, o Governo não explicou quais regiões seriam beneficiadas, mas ao que tudo indica, somente as que tiverem menos de 90% de taxa de internações serão agraciadas.

O que muda na Fase Laranja?

  • Shoppings Center:

Reabrem com capacidade de 40%, funcionando somente por 8h ao dia, das 6h até às 20h, com praças de alimentação fechadas.

  • Comércio:

Reabrem seguindo as mesmas regras dos shoppings center.

  • Varejo:

Lojas varejistas, como padarias, açougues, supermercados, armazéns e afins são considerados serviços essenciais, não podendo fechar nem na Fase Emergencial. A partir de agora, o consumo de bebidas alcoólicas nesses lugares está liberada.

  • Serviços:

Assim como o comércio, empresas prestadoras de Serviços devem funcionar com 40% de ocupação, somente 8h por dia, e das 6h até às 20h.

  • Bares, restaurantes e lanchonetes:

Somente lanchonetes e restaurantes podem reabrir, com 40% da ocupação, 8h por dia e das 6h até às 20h.

  • Salões de Beleza e Barbearias:

Seguem as mesmas regras do comércio, com capacidade reduzida para 40% e funcionamento por 8h ao dia, respeitando o toque de recolher, das 20h até às 5h.

  • Academias

Seguem as mesmas regras das empresas prestadoras de Serviços. Além da capacidade e do horário reduzidos, elas devem funcionar via agendamento, e somente para exercícios individuais.

  • Eventos culturais com público sentado e setor de Entretenimento:

Seguem as regras dos demais setores da Economia citados acima,. porém com controle de entrada e respeito ao distanciamento social de 1,5m.

  • Atividades religiosas:

Missas, cultos e sessões estão liberadas, respeitando as normas de cada cidade, que delimitará a capacidade de lotação permitida, de preferência nos moldes do Plano SP.

  • Instituições de Ensino:

Seguem as regras da Fase Vermelha, com ensino híbrido e pais não são obrigados a levarem seus filhos para as escolas. A obrigatoriedade só é permitida na Fase Amarela.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *