São Bento perde para o Red Bull Bragantino e pode terminar a rodada no Z-4


05/06/2019 l Atualizada em - 16/06/2019 às 0:37

Tentando engatar a terceira vitória seguida na Série B, o São Bento enfrentou na noite de ontem (04), o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, perdendo o jogo por 2×0. O time da casa começou assustando logo aos 2 minutos do primeiro tempo, quando Léo Ortiz lançou a bola para Wesley, na ponta esquerda, mas o chute foi muito forte. O São Bento respondeu dois minutos depois, com cruzamento de Mansur para Zé Roberto, mas o zagueiro Ligger afastou o perigo.

Aos 9 minutos, o zagueiro Elton dividiu uma bola com Aderlan, e o jogador do São Bento acabou se lesionando. O técnico Luizinho Rangel colocou Alisson, em seu lugar. Aos 11 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Léo Ortiz fez falta em Zé Roberto e foi equivocadamente expulso pelo árbitro Leandro Bízzio Marinho, que entendeu que a falta do zagueiro impediu o contra-ataque do São Bento.

Dois minutos após a expulsão, o São Bento se animou e aos 13 minutos, quase marcou o primeiro gol com Fabrício Oya, em cobrança de falta. Júlio César teve que se esticar todo e fazer uma defesa milagrosa, evitando que a cobrança fosse parar no fundo do gol. Aos 17 minutos, o goleiro do Bragantino precisou fazer outra intervenção, após chute forte de Cafu.

O Bragantino só voltou a atacar aos 19 minutos do primeiro tempo, após Claudinho pegar o rebote da cobrança de escanteio e chutar de fora da área. O goleiro Paulo Vitor precisou fazer uma bela defesa. O São Bento chegou de novo aos 25 minutos do primeiro tempo, Vinícius Kiss cabeceou a bola na pequena área, que quicou no chão, e quase encobriu Júlio César, que conseguiu fazer a defesa.

A segunda metade do primeiro tempo terminou de forma tranquila, sem muitas chances de gol. No início da etapa final do jogo, Claudinho tentou novamente chutar de fora da área, mas a bola passou por cima do gol do Bentão. Ele teve uma nova chance aos 17 minutos, mas a bola foi defendida pelo goleiro do Bentão.

Apesar de estar levando pressão, o técnico Luizinho Rangel mexeu no time, deixando o São Bento mais ofensivo: saiu o meia Fabrício Oya, para a entrada do centroavante Alecasandro. Sabendo que o time visitante iria para cima de novo, o técnico Antônio Carlos Zago tirou o centroavante Thiago Ribeiro, para a entrada do zagueiro Rayan.
E a alteração deu muito certo, pois aos 20 minutos do segundo tempo, Pio cobrou escanteio, Paulo Vitor saiu mal do gol e Wesley empurrou a bola para o fundo das redes. Novamente, o São Bento foi para cima, com a saída do volante Pablo, para a entrada do atacante Luizinho.,

Com o time cheio de atacantes, o São Bento começou a dar vários espaços na defesa para o Bragantino explorar. Aos 35 minutos, Pio novamente cobra o escanteio, Paulo Vitor defende, e Mansur, em cima da linha, evita que Wesley fizesse o segundo gol do Bragantino. Novamente, o Bragantino recuou, saiu o atacante Wesley, para a entrada do meia Bruno Tubarão.

No final da partida, o Bragantino esteve muito perto de fazer o segundo gol: Ytalo cruzou a bola para Pio e Aderlan perdeu um gol praticamente feito. A situação do time da casa melhorou, quando o lateral Régis fez falta em Bruno Tubarão, e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso da partida. Aos 45 minutos, Pio acertou uma bola na trave.
No minuto seguinte, e completamente ineficiente no ataque, o São Bento não aguentou a pressão do Bragantino. Após cobrança de escanteio do São Bento, Bruno Tubarão puxou contra-ataque, encontrou a defesa beneditina completamente exposta, passou a bola para Ytalo, que encobriu o goleiro e marcou o segundo gol do Bragantino.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *