PUBLICIDADE

Rocco Morabito maior traficante do mundo é preso no Brasil

Igor Juan

25 de maio de 2021
Atualização:25 maio 2021 às 18:44

Rocco Morabito- Traficante Rocco Morabito

Preso na segunda-feira (24) em uma ação que contou com a representação da Interpol em João Pessoa, Rocco Morabito integrava a lista de criminosos mais procurados da Itália desde 1994. Havia sido preso no Uruguai em 2017, mas conseguiu fugir em 2019, antes de ser extraditado. Refugiou-se na capital paraibana e estava em um hotel no bairro de Tambaú quando foi preso na ação da Polícia Federal.

Morabito estava na companhia de dois outros estrangeiros que ainda não tiveram identidade revelada. Mas, segundo informações do Jornal O Globo, um deles é o italiano Vincenzo Pasquino, que também fazia parte da lista de mais procurados. O traficante tem uma condenação de 30 anos de prisão na Itália.

A prisão no Brasil foi uma colaboração internacional de autoridades italianas, dos EUA e brasileiras. De acordo com a PF, uma equipe de policiais italianos do Escritório Central da Interpol em Roma, que participou da investigação, e dos Carabinieri, as Forças Armadas da Itália, chegou ao Brasil no domingo ante a perspectiva de que a prisão fosse realizada.

Sua fuga da prisão no Uruguai abriu uma  investigação na época. Na companhia de outros três internos, Rocco conseguiu fugir por um buraco no telhado da prisão. Pelo menos 15 policiais foram investigados por favorecerem a saída do preso e o escândalo levou à renúncia do chefe do sistema carcerário.

Quem é Rocco Morabito ?

Natural de Africo, na província de Reggio Calabria, o italiano tem 54 anos é conhecido como o “rei da cocaína em Milão” e integra um grupo mafioso denominado ‘Ndrangheta, que controla o fornecimento de grande quantidade de cocaína enviada principalmente para a Europa e a América.

Há registros da atuação de Morabito no tráfico de drogas entre Brasil e Europa desde a década de 1990, conforme investigação realizada na época, no âmbito de Operação denominada “King” (rei, em inglês). Ações mais recentes da PF também indicaram a relação das atividades da Ndrangheta com organizações criminosas brasileiras.

Vários membros da organização já foram julgados e Morabito deve responder pelos crimes de associação criminosa e tráfico de drogas.

Sobre Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora, Band e ITV.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *