Rio Grande do Sul vive surto de Norovírus que pode se espalhar pelo Brasil
PUBLICIDADE

Rio Grande do Sul vive surto de Norovírus que pode se espalhar pelo Brasil

Igor Juan

15 de outubro de 2021
Atualização:15 out 2021 às 12:53

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), do Rio Grande do Sul, emitiu um alerta sobre a ocorrência de surtos de doença diarreica aguda em 25 cidades gaúchas. Em pelo menos nove delas foram diagnosticados casos de norovírus, com mais de 2 mil pessoas infectadas.

As cidades com mais casos confirmados são Bento Gonçalves e Santa Cruz do Sul.

O vírus causa gastroenterite viral e os sintomas incluem diarreia, vômito e dor abdominal. A via de transmissão principal é a água contaminada, alimentos manipulados por pessoas infectadas.

Para conter a transmissão, a principal orientação à população é o consumo de água somente de fontes seguras e tratadas, além de manter cuidados de higiene como a lavagem adequada das mãos antes das refeições ou após usar o banheiro.

Sobre o norovírus?

De acordo com a Fiocruz, diferentemente de outros vírus causadores de gastroenterites (como o rotavírus), o norovírus afeta com frequência indivíduos adultos e é transmitido de pessoa para pessoa com facilidade.

Ele é capaz de permanecer em objetos e superfícies tocadas pela pessoa infectada.

Por muito tempo, os casos desse vírus eram associados a surtos em locais confinados ou de contato próximo, como navios, asilos, creches e ambientes hospitalares, por exemplo. Porém, segundo os virologistas, hoje a transmissão é amplamente distribuída e atinge pessoas em diversos locais.

Sintomas

No geral, os sintomas aparecem entre 1 e 2 dias depois da exposição ao vírus, mas podem ocorrer até no mesmo dia.

Além da diarreia, vômitos e dor estomacal, algumas pessoas podem apresentar um quadro febril com calafrios, dor de cabeça  e cansaço.

Ainda não existe vacina para esse vírus. Um dos principais empecilhos para isso é a rápida evolução desse patógeno por mutação.

Como posso evitar a contaminação pelo norovírus?

  • Lave sempre as mãos com principalmente: depois de usar o banheiro, depois de trocar fraldas, antes de preparar alimentos e antes de se alimentar
  •  Limpe e desinfete as superfícies imediatamente após vômito ou diarreia
  • Cozinhe bem os alimentos (principalmente frutos do mar)
  • Lave e/ou descasque frutas e legumes antes de ingeri-los
O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *