Receita Federal muda entrega do Imposto de Renda para o final de maio
PUBLICIDADE

Receita Federal muda entrega do Imposto de Renda para o final de maio

Gabriel Kazuo

12 de abril de 2021
Atualização:12 abr 2021 às 16:54

A Receita Federal informou, no começo da manhã desta segunda-feira (12), que o prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda foi adiado para o dia 31 de maio. Por conta da pandemia de Covid-19, muitos não conseguirão entregar os documentos antes do prazo original.

Porém, o prazo para a entrega final do Imposto de Renda pode ser novamente ampliado, para até o dia 31 de julho, por meio de um decreto do Senado Federal, ainda não sancionado pelo Presidente Jair Bolsonaro. Essa medida também foi aprovada pelo Congresso Nacional.

Além da prorrogação da entrega do IR, a Receita Federal também mudou os prazos da Declaração Final de Espólios e a Declaração de Saída Definitiva do País, também para o dia 31 de maio. Além de beneficiar aqueles que não conseguiram os documentos, essa mudança de data evita aglomerações nas repartições públicas que cuidam do assunto.

Apesar dessas mudanças, o calendário de restituições do Imposto de Renda não foi alterado. Confira:

  • 31/05- Entrega do primeiro lote;
  • 30/06- Entrega do segundo lote;
  • 30/07- Entrega do terceiro lote;
  • 31/08- Entrega do quarto lote;
  • 30/09- Entrega dfo quinto lote.

A Receita Federal também ampliou a data para quem for pagar a primeira cota do Imposto de Renda, para o dia 10 de maio. As demais também foram repassadas para o meio do ano. Até o momento, quase 12 milhões de pessoas declararam o Imposto.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

  • Pessoas que receberam R$ 28.559,70 de rendimentos em 2020;
  • Contribuintes que receberam até R$ 40 mil em 2020 de rendimentos isentos;
  • Pessoas que lidam ou têm ações na Bolsa de Valores;
  • Agricultores que tiveram renda acima de R$ 142.798,50;
  • Pessoas que têm propriedades acima de R$ 300 mil;
  • Pessoas imigrantes;
  • Pessoas que tiveram isenção na venda de imóveis.

A multa para quem não pagar o Imposto de Renda é de 1% em relação ao imposto não pago no mês.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *