×
PUBLICIDADE

Professora corta o cabelo de aluna negra e revolta pai e amigos

Gabriel Kazuo

21 de setembro de 2021
Atualização:21 set 2021 às 8:09

Um pai de uma menina de 7 anos, moradora de uma cidade do interior dos EUA, ganhou na Justiça um processo de U$ 1 milhão contra a escola onde sua filha estudava, após ela ser vítima de racismo por parte de uma professora, que acabou sendo demitida.

Segundo ele, sua filha teve seus cabelos cortados pela professora, contra a vontade dela. Além da instituição de ensino, a professora envolvida e uma bibliotecária também deverão ajudar a pagar essa multa. O caso aconteceu na semana passada.

Além disso, a professora também irá responder por intimidação e agressão, pois disse para a vítima mentir para os pais, dizendo que uma colega havia feito isso. Algumas semanas depois, a menina resolveu contar a verdade para o pai, que ficou revoltado.

Sem explicar os motivos de terem feito isso, as acusadas foram afastadas pela direção da escola e pediram desculpas para o pai da vítima. Mesmo assim, isso não foi o suficiente para impedir que o processo fosse movido. Vasle lembrar que, nos EUA, as sanções e penas contra crime de racismo são mais severas que no Brasil.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *