Prefeitura e SAAE decidem suspender rodízio de água em Sorocaba


29/11/2019 l Atualizada em - 29/11/2019 às 16:13

Chuvas de quinta-feira ajudaram a aumentar os níveis dos reservatórios da cidade, diz SAAE

A Prefeita Jaqueline Coutinho (PDT) e o presidente do SAAE, Serviço Autônomo de Água e Esgoto, Mauri Gião Pongitor decidiram suspender, temporariamente, o rodízio de água, em Sorocaba, que dura quase um mês. A suspensão começa a partir da próxima segunda-feira (02).

“Embora ainda não seja a situação ideal, de total recuperação das represas que abastecem a cidade, ponderamos que diante dos números e da situação que se apresenta, poderemos sim suspender temporariamente o rodízio implantado, como forma de reconhecer a colaboração da população, que entendeu a situação delicada que enfrentávamos e se dispôs a contribuir, economizando água e sendo decisiva para a recuperação do sistema”, afirmou a prefeita.

Pongitor ainda elogiou o comportamento da população, que entendeu a situação de emergência que a cidade se encontrava, e colaborou de forma efetiva, com o rodízio: ”“Na primeira semana, a economia foi de 10%, na segunda ficamos em 7,5%, na terceira atingimos 7,9% e nesta quarta semana estamos com 9%, e devemos chegar a 10% até o domingo. Essa economia possibilitou que a autarquia captasse menores volumes das represas que compõem os sistemas ETAs Éden e Cerrado, respectivamente Ferraz/Castelinho e Itupararanga/Ipaneminha, situação que aliada às chuvas dos últimos dias permitiu uma melhora significativa nos níveis dos nossos mananciais e consequentemente está permitindo a suspensão do rodízio neste momento”

Apesar do retorno à estabilidade, a prefeita ressaltou que há ainda riscos de uma nova crise hídrica, caso Sorocaba tenha mais um período de seca, e que caso isso ocorra, o rodízio de água será novamente implementado: ”Evidentemente que não desejamos essa situação, o que fica demonstrado nesse nosso esforço ao suspender o rodízio, mesmo com o sistema de abastimento ainda não totalmente recuperado, mas apresentando um quadro que tecnicamente é seguro, de acordo com as ponderações do diretor-geral do Saae, e que da mesma forma que tomou a decisão responsável de implantar o rodízio para não provocar uma situação de desabastecimento generalizado na cidade, está agora nos ajudando a tomar essa decisão pela suspensão, junto com a sua equipe, mas a colaboração da nossa população continuará sendo decisiva para mantermos uma estabilidade”

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *