PUBLICIDADE

Prefeitura de Sorocaba inicia obra do viaduto ligando Av. Ipanema à J.J.Lacerda

Igor Juan

1 de novembro de 2019
Atualização:01 nov 2019 às 10:53

A Prefeitura de Sorocaba deu início na quarta-feira (30) à implantação efetiva do viaduto de ligação das avenidas Ipanema com a José Joaquim de Lacerda, uma das mais importantes obras viárias da cidade. Viabilizada por meio de financiamento com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), a obra faz parte do corredor de transporte coletivo – BRT, do eixo Norte/Sul, sendo que por ele circulam mais de 80% das linhas do transporte coletivo da Região Norte, que fazem integração direta com outras linhas no Terminal Santo Antônio, além de registrar fluxo na ordem de 2.800 veículos/hora. No início de julho a Prefeitura chegou a anunciar o começo das obras, o que não ocorreu por conta dos trâmites burocráticos.

A implantação do viaduto, projetado para proporcionar a ligação direta entre as duas avenidas, deverá eliminar 60% do volume veicular na interseção, proporcionado melhores condições operacionais no local. Com isso, a circulação entre o Centro e a região da Zona Norte será beneficiada, e as condições locais favoráveis para a implantação do “Corredor de BRT – Norte/Sul”, explica a prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho.

Atualmente a referida interseção é considerada como ponto crítico, pois conta com as passagens dos cruzamentos em nível, com o aumento significativo de veículos em horários de pico, comprometendo a fluidez do trânsito no local. “Estamos dando início a uma obra reclamada há muitos anos pela população, que atende muito mais que a população dessa região, mas também ao BRT, outra obra deste governo”, afirma a prefeita.

De acordo com o secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas (Serim), Flávio Chaves, cuja pasta é responsável pelo gerenciamento do contrato e acompanhamento das obras, as intervenções começaram nesta quarta-feira e a previsão de conclusão é de 12 meses.

Orçadas em R$ 10,1 milhões, as intervenções começaram com a instalação do canteiro de obras. Na sequência haverá o preparo dos trechos em asfalto na Praça da Bíblia, para levar o trânsito para a posição prevista em projeto liberando as obras de fundação dos pilares deste viaduto. “A partir daí começamos com a execução das fundações e infraestrutura do viaduto da mesoestrutura, assim como lançamento das vigas para concluir a obra”, explica o engenheiro da Serim José Mendes Netto.

O engenheiro ressalta que estão sendo tratados em conjunto com a Urbes as interdições e eventuais desvios alternativos na região de modo a minimizar os impactos no trânsito durante a obra.

Programa Ambiental e de Otimização Viária

A obra de construção do viaduto da J.J. Lacerda faz parte do Programa Ambiental e de Otimização Viária de Sorocaba – Mobilidade Total, fundamentado no Plano Diretor do sistema viário e nas intervenções necessárias para o desenvolvimento da mobilidade urbana, interligando diversas regiões da cidade. O objetivo é melhorar a qualidade de vida da população, com ações de preservação ambiental, interação social e desenvolvimento adequado da urbanização. Assinado em outubro do ano passado, o valor do contrato com a CAF é de US$ 70 milhões, com contrapartida de igual valor.

O programa contempla ainda a implantação da chamada Marginal do Córrego Itanguá, da rua Luiz Mendes de Almeida até a Adão Pereira de Camargo, inclusive com a implantação de ponte sobre o córrego, na avenida Américo Figueiredo. A abertura da via servirá de interligação da avenida Luiz Mendes de Almeida com o prolongamento da avenida General Osório, formando um corredor de acesso da região oeste a área central da cidade.

Outra importante obra viária é a implantação de viaduto sobre a avenida Itavuvu com ligação das avenidas Edward Fru-Fru Marciano da Silva com a Ulysses Guimarães. De acordo com o projeto, o viaduto terá extensão de 390 metros e largura de 16,90 metros, com quatro pistas de tráfego. O trânsito de acesso à avenida Ulysses Guimarães, a partir da avenida Edward Fru-Fru, acaba passando pela avenida Itavuvu, sem nenhuma ligação contínua, o que cria um gargalo na região da Área de Transferência do transporte coletivo. O viaduto visa ligar as duas vias, deixando o trânsito mais livre para transporte coletivo (BRT), na avenida Itavuvu.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *