OMS critica países que adotaram terceira dose da Covid-19
PUBLICIDADE

OMS critica países que adotaram terceira dose da Covid-19

Gabriel Kazuo

26 de agosto de 2021
Atualização:26 ago 2021 às 12:41

O diretor geral da OMS, Tedros Adhanoun, na quarta-feira (25), não poupou críticas para países que já pensam em aplicar a terceira dose das vacinas contra a Covid-19. Sem citar nomes, ele declarou que as nações que adotaram a prática agem por ”egoísmo” e que doses deveriam ir para países mais pobres.

Os demais diretores da entidade também reforçaram que a terceira dose ainda não tem nenhum embasamento científico, e que os países deveriam focar em políticas públicas contra a pandemia, e não ”abusar” na compra de um item tão escasso, que são as vacinas.

O Brasil é um desses países que anunciaram a aplicação da terceira dose, mas apenas para os idosos e pessoas com imunidade comprometida. A OMS reiterou que apenas as duas doses da vacina são suficientes e que elas deveria ir para os países pobres.

Inclusive, a entidade alerta que várias mutações da Covid-19 podem acontecer nos locais onde a vacinação está mais lenta, o que pode gerar novas variantes que escapem da ação das vacinas. Por fim, a OMS pediu ”paciência” para esses países e que num futuro próximo, haverá mais estudos sobre o assunto.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *