Obras em redes de água em Mairinque contribuem melhoria

Igor Juan

25 de junho de 2021
Atualização:25 jun 2021 às 13:54

Com o objetivo de modernizar o sistema de distribuição de água de Mairinque, a Saneaqua, concessionária responsável pelos serviços de saneamento da cidade, realizou a extensão de 263 metros da rede de água para setorização do bairro Jardim Vitoria.

A obra, concluída no final de maio, teve como objetivo melhorar o abastecimento da parte alta do bairro e, consequentemente, reduzir as perdas de água. A setorização realizada também é importante para o monitoramento de perdas, mais localizadas facilitando manutenções nas redes de água.

As novas tubulações que foram implantadas são de PEAD (Polietileno de Alta Densidade), material mais resistente a deformações e com baixo efeito de incrustação, além de ser de fácil manuseio e instalação, com perspectiva de durabilidade superior a 50 anos.

“Com essa troca, reduziremos consideravelmente as paralisações no abastecimento em função da necessidade de reparos, além de aumentarmos a vazão e, consequentemente, a disponibilidade de água para o bairro, favorecendo a comunidade”, explica Rodrigo Dias, diretor de operações da Saneaqua.

O trabalho para a substituição das redes também influencia diretamente na redução das perdas de água do município; lembrando que as ações de combate às perdas no sistema de distribuição de Mairinque estão entre as principais medidas preventivas do plano de contingência elaborado pela concessionária para o enfrentamento da estiagem deste ano.

Nos cinco primeiros meses (de janeiro a maio) de 2021, Mairinque teve o registro de 305 milímetros de chuva. Este volume é 33% inferior ao registrado no ano passado, quando os cinco primeiros meses do ano acumularam 457 milímetros.

É o mais baixo volume de chuvas registrado na cidade desde 2017, ano em que se iniciou o monitoramento pluviométrico pela concessionária de água e esgoto da cidade. No último mês de maio foram registrados apenas 35 milímetros.

Com o programa de combate às perdas de água, que inclui as obras de substituição de redes, a concessionária busca oferecer maior disponibilidade de água para a população, diminuir o impacto ambiental na captação dos mananciais e manter a prestação de um serviço de qualidade para a cidade. “São ações que ocorrem durante toda a concessão e estão sendo reforçadas neste ano como uma das medidas de enfrentamento aos períodos mais secos”, reforça o diretor.

As perdas de água nos sistemas de abastecimento correspondem, basicamente, à diferença entre o volume total de água captado e produzido nas estações de tratamento combinado à soma dos volumes medidos nos hidrômetros instalados nos imóveis da cidade. A diferença entre o que foi produzido e o volume medido representa as perdas de água no sistema de distribuição; significa que a água, de alguma maneira, foi desperdiçada, seja por vazamentos, por falhas no sistema de medição ou até por ligações clandestinas. Neste ano, Mairinque atingiu o menor índice de perdas de água em 11 anos. O índice, que era de 56%, está em 27,6%

“O combate às perdas de água é indispensável para a preservação dos recursos hídricos e fundamental para o enfrentamento desse período de estiagem. Toda a água que hoje é preservada fará a diferença nos meses mais secos do ano”, destaca Dias.

Para este ano, estão previstas ainda para Mairinque obras para substituição de três mil metros de redes, a criação de novos setores de medição e a continuidade das atividades de localização de vazamentos não visíveis, além da instalação de macromedidores e de válvulas reguladoras de pressão em diversos bairros da cidade.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *