×
☰menu
PUBLICIDADE

O triste fim e esquecimento da RedeTV! em 2022

Igor Juan

4 de janeiro de 2022
Atualização:04 jan 2022 às 20:56

A RedeTV! viveu em 2021 um ano de crise, assim para 2022 a situação não será diferente, contudo a direção da emissora sediada em Osasco em São Paulo, sendo controlada por  Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho, parece não se importar com o fim do canal.

A situação ao longo do ano de 2021 foi dramática, funcionários entraram em greve e a programação não apresentou  novidades. A perspectiva da volta por cima é zero, assim os funcionários do canal trabalham desmotivados.

O único programa da RedeTV! que soma bons resultados é o A tarde é sua, de  Sonia Abrão, após isso nada mais é atrativo na emissora, tanto para o público quanto para os anunciantes e empresas no mercado de publicidade.

Boa parte da programação geral da emissora tem espaços e horários vendidos para igrejas, o que nos dias de hoje não é assistidos nem mesmo pelos fieis.

Aos domingos a emissora só exibe um programa próprio  às 18h45, depois disso os horários são todos vendidos.

Não podemos esquecer das aberrações que são os programas de Sikêra Jr. e de Luís Ernesto Lacombe, que prestam um desserviço para os telespectadores. Ao menos, o Alerta Nacional consegue atingir um ponto de audiência.

O fim da RedeTV!, a TV que mais cresce no Brasil

O slogan “a rede que mais cresce no Brasil” parece ter ficado de lado, e a RedeTV! transparece ter deixado de lado o tão sonhado plano de ser uma grande emissora de TV.

O seu passado de glórias ficou nos seus primeiros seis anos. Com uma programação fraca e pobre, a emissora briga com os canais católicos no ranking do Ibope.

Por fim nos bastidores, a RedeTV! é motivo de piada entre os anunciantes  e jornalistas. Sem contar as ironias dos  telespectadores nas redes sociais.

A sua linha de shows lançada em 2021 não emplacou. Para piorar, o canal perdeu o elenco do Encrenca, seu então carro-chefe de audiência e faturamento, para a Band. 

RedeTV! saiu do radar da terceira colocação nas noites de domingo para uma indigesta quinta posição.

Em alguns dias da semana, a emissora chega a ficar na décima terceira colocação no Ibope.

Assim o futuro da emissora é aos poucos perder visibilidade, receita de publicidade e ir sendo esquecida em 2022, tendo em vista que demais canais estão se fortalecendo.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior desde 2016. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV! e demais meios de comunicação. Correspondente do Jornal Metrópoles em SP com o Correio do Interior MTB: 0082709/SP.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *