Número de internações por covid em Sorocaba apresenta baixa

Redação

9 de setembro de 2020
Atualização:09 set 2020 às 15:04

O número de internações em Sorocaba, motivados pela pandemia de coronavírus, é o menor em três meses. As informações estão em um levantamento do Jornal Cruzeiro do Sul, realizado no dia 8 de setembro, com base em informações oficiais da Secretaria de Saúde de Sorocaba (SES). Na data, a cidade também registrou quatro mortes e 48 novos casos confirmados da doença.

Pelas informações, o número de 92 internações registrados no dia (8) só não é menor que o total registrado em 5 de junho, quando 82 pessoas estavam internadas na cidade. Ou seja, é o melhor resultado em 94 dias.

Ainda sobre essas internações, levando em consideração o pico, registrado em 19 de julho, quando 223 pessoas estavam internadas, houve uma redução nas internações de 59% em 51 dias. O total de pessoas internadas em UTI é o menor desde 19 de junho, com quarenta registros. Houve redução também no número de pacientes internados em leitos clínicos. Os dados ainda mostram redução no número de internações por suspeita e com a confirmação da doença.

Vale ressaltar que as informações são referentes ao dia de ontem (8). O levantamento leva em consideração somente os pacientes de Sorocaba, com suspeita ou confirmação da doença e que estavam internados em leitos clínicos e de UTI.

Casos

Com 48 novas notificações, o número de casos confirmados com a doença em Sorocaba passou de 15.808 para 15.856. Do total de confirmados, 51 estavam internados — 21 em UTI. O total de pessoas em recuperação (isolamento domiciliar) era 297.

A cidade também passou de 639 para 525 pessoas com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus e que aguardam resultados. Entre todos os suspeitos, 41 estavam internados em hospitais da cidade, sendo dezenove em UTI. O número de descartados por resultados negativos da doença aumentou para 37.898. Sorocaba já registrou 15.146 recuperados da Covid-19.

Os óbitos com a confirmação da doença aumentaram para 362. Houve quatro novos registros. As vítimas tinham entre 66 e 94 anos. Todas apresentavam comorbidades, sendo diabetes e cardiopatia. As mortes ocorrem na rede pública de saúde, sendo que uma delas em unidade de urgência e emergência. Três mortes ocorreram entre 1º e 7 de setembro. Uma das vítimas não teve a data do falecimento divulgado.

Taxa de ocupação

Sobre a taxa de ocupação de leitos em Sorocaba, considerando os locais que atendem pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19, todas as unidades públicas apresentaram taxa abaixo de 60% nos leitos de UTI. Com relação aos leitos clínicos, apenas a Santa Casa manteve 100% de seus dez leitos ocupados. Nas demais unidades, a taxa de ocupação estava abaixo de 63%.

Na rede privada, Samaritano, Unimed e Evangélico tinham taxa de ocupação abaixo de 47% nos leitos de UTI. No casos dos leitos clínicos, o Samaritano tinha menos de 31%. Já o Evangélico uma a taxa mais baixa, 25%. Por fim o hospital Unimed tinha taxa próxima de 80%. Reportagem de Marcel Scinocca.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *