No Dia Internacional da Mulher, Rede Bom Lugar homenageia funcionárias
PUBLICIDADE

No Dia Internacional da Mulher, Rede Bom Lugar homenageia funcionárias

Redação

2 de março de 2021
Atualização:02 mar 2021 às 21:48

Com o cenário da pandemia, o setor de supermercados ficou popularmente conhecido como uma das atividades essenciais para a sociedade. Mas, para manter toda a estrutura funcionando, mesmo nos períodos mais críticos, é preciso contar com uma força de trabalho indispensável: as mulheres. Por ver de perto toda a dedicação e coragem ao longo de 2020, a campanha para o Dia Internacional das Mulheres da Rede Bom Lugar, chamada Essencial Assim Como Você, pretende homenagear as funcionárias da própria marca.

“Elas foram parte fundamental em todo o nosso processo de crescimento, mas, em 2020, a determinação das funcionárias foi marcante”, ressalta Fernanda Cechetti, gerente do Centro de Distribuição da Rede Bom Lugar. “Vimos muitas mulheres, mesmo com todos os riscos da pandemia e com os filhos em casa, realizarem seu trabalho com a convicção de que era importante para a população”.

Dedicação feminina bem representada

Apesar de todas serem fundamentais para garantir o atendimento, era impossível montar uma campanha com todas as mulheres que trabalham na Rede Bom Lugar. Desse modo, foram selecionadas quatro funcionárias, que aceitaram compartilhar a sua história em vídeos produzidos.

Andressa Apolinário Dias, auxiliar de tesouraria da Loja 22, localizada no bairro Jardim Cruzeiro, em Mairinque, foi uma das escolhidas para compartilhar suas lembranças dos 13 anos de dedicação à Rede.

“Como foi meu primeiro emprego, eu lembro que, quando eu fui registrada, a primeira coisa que fiz foi tirar a minha habilitação e comprar minha moto”, relembra Andressa. “Acredito que a mulher deva ser independente, que não precise de ninguém para realizar suas vontades, fazer as suas compras. Eu sou muito grata, porque muitas coisas que eu conquistei foram frutos do meu trabalho”.

Como representante da Loja 29, em Sorocaba, a fiscal de caixa, Oneide de Santana Gomes Amorim, veio do Piauí e, dos 17 anos de residência em Sorocaba, já são 11 como funcionária da Rede Bom Lugar.

“O que eu digo é que as mulheres sempre devem ser elas mesmas. Que nunca mudem a própria a essência. Todas são guerreiras e não podemos nos deixar levar pelas coisas ruim”, relata Oneide. Um conselho forte de quem entende de criação feminina. “Tenho duas filhas gêmeas e uma, inclusive, trabalha comigo na Rede Bom Lugar”, finaliza.

A história de vida da Simone Cristina de Camargo Nascimento, gerente da Loja 18, localizada também em Sorocaba, no bairro Aparecidinha, se funde com sua rotina de trabalho. Afinal, são 27 anos atuando no mesmo local, desde que chegou do Paraná, aos 16 anos.

“Vim gestante. Mãe solteira. Quando eu consegui esse emprego foi uma realização, porque eu tinha obrigações que nem imaginava. Enquanto eu trabalhava na Rede, eu me casei e tive meus outros três filhos, que eu eduquei sem atrapalhar a minha vida profissional”, relata Simone. “As amigas perguntam como que eu aguento mais de 20 anos no mesmo local. Eu aguento pelas pessoas que fazem parte do meu dia a dia. Eu tenho minha família, que é meu alicerce, e tenho a família da Rede Bom Lugar. Aqui, eu tenho que educar, cobrar, ensinar, mas, além de tudo, eu tenho colegas para contar”.

Quando o destino está decidido, é difícil mudar. Foi o que aconteceu com a vida da Thayna Gomes Soares do Nascimento, operadora de caixa da Loja 28, localizada no bairro Cajuru, em Sorocaba. Tímida, ela pediu à agência de empregos que não enviasse seu currículo para o comércio ou qualquer função que tivesse contato com o público. A empresa não seguiu a orientação e mudou a vida da jovem.

“A mulher já nasce forte. Acho que a luta é uma característica de todas. Nós temos que batalhar, nunca desistir e sempre pensar positivo”, relembra Thayna. Nos últimos anos, a caixa precisou lidar com a grave doença da mãe e encontrou o apoio nos colegas de trabalho. “Eu sou grata por todo mundo, pelo meu gerente, minha encarregada, minha fiscal, o pessoal do RH e, principalmente, aos proprietários da loja, que entenderam tudo no momento que eu mais precisei”.

Para Fernanda, contar as histórias das funcionárias tem como objetivo motivar todas as mulheres da Rede. “Nós queremos que elas se sintam representadas. Cada uma tem uma trajetória diferente, tem suas conquistas e dificuldades, mas, sempre que possível, nós faremos o máximo para ajudar no desenvolvimento pessoal e profissional de todas elas”.

Clientes também serão homenageadas

Além da campanha com as colaboradoras, o Dia Internacional da Mulher terá uma ação com as consumidoras. As mulheres que passarem nas 43 lojas da Rede Bom Lugar, no dia 8 de março, receberão um presente. Serão distribuídas 15 mil rosas personalizadas. Um pequeno reconhecimento pelas lutas e conquistas de todas as mulheres.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *