×
PUBLICIDADE

Música “Se gritar pega ladrão” está proibida de tocar em Araçariguama após prisão de Carlos Aymar

Redação

16 de outubro de 2019
Atualização:16 out 2019 às 17:43

Crônica – Após a prisão de Carlos Aymar na segunda-feira (14), dentro da Prefeitura de Araçariguama, recebendo R$ 15 mil de um pagamento mensal de propina em um esquema esquematizado por ele mesmo, muito audacioso, querendo dominar o mundo, algumas regras foram impostas na cidade, em ordens vindas do Palácio real de Araçariguama (Prefeitura).

A líder da monarquia do povoado de Araçariguama, Lili Aymar, que agora estuda a possibilidade de mudar seu nome para Liliane Cajamar, para despistar jornalistas, se pronunciou na varanda da Palácio na noite de terça e disse ao povo que a música “Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão” do grupo Originais do Samba, está proibida de ser tocada na cidade.

A rainha Lili ainda disse que está abalada com a prisão de seu marido e que todo seu reinado está arruinado, mas que ela irá se levantar e pedir ajuda divina e até mesmo de alguns amigos como Donald Trump. Lili ainda ressaltou que quem for pego ouvindo a música “Se gritar pega ladrão” será punido, tendo aumento no IPTU e até expulso da cidade.

Ainda de modo mais severo Lili cogitou em abrir uma ditadura municipal, caso alguém se atreva ouvir a música, e orientou aos moradores do povoado que atualizem suas playlist´s no Spotify e também no Deezer, assim como ela que até a musica de fundo na chamada do seu Smartphone trocou para “Vai tomar no C$#%” de Rita Lee.

Alguns moradores de oposição à monarquia, informaram que não concordam com a censura e irão mudar para Pirapora de Bom Jesus.

“Eu acho o fim dos tempos! Eu adoro um samba e muito mais essa música. A Lili está doida, unica coisa que deveria ser proibida nesta cidade é a corrupção. E digo mais…. Proibida na cidade é só a cerveja!” Disse um morador rebelde que não quis se identificar

Desde o início de seu mandato, ou melhor dizendo reinado, Lili tem enfrentado dias difíceis, muito triste com a prisão de seu marido, ela ainda adotou não apenas a censura na cidade, mas também luto municipal, e mudou as ações de outubro rosa na cidade para outubro preto, fazendo referencia à tempestade sob seu governo.

De modo final, em um vídeo postado em seu Orkut, rede social que ainda existe dentro do território de Araçariguama, Lili falou que tudo isso é culpa da oposição e que ela [ Oposição] foi longe de mais, assim como seu marido que segue preso na Penitenciaria de Sorocaba. No encerramento do vídeo ela agradeceu as pessoas e exibiu uma tatuagem no braço esquerdo com os dizeres: “Liberdade vai cantar”.

*** Este conteúdo é uma crônica fictícia, não tendo em partes veracidade com os fatos cotidiano. Em liberdade de imprensa o Correio do Interior apresenta o conteúdo com o objetivo de chamar atenção de seus leitores para à real e verídica situação dos casos que ocorrem no cotidiano, por meio de humor embasado em situações e fatos reais.  As crônicas aqui estão ligadas a editoria/sessão de entretenimento.

Redação

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e checam informações dos fatos diariamente noticiados no jornal

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.