Moradores de São Roque correm o risco de ficarem sem serviço de ônibus


14/11/2019 l Atualizada em - 14/11/2019 às 11:22

Uma ação do Ministério Público do Estado de São Paulo pode deixar a cidade de São Roque sem o serviço de transporte coletivo.  O MP está apurando com base em uma denuncia, irregularidades na contratação da empresa Mirage, que opera o serviço interurbano na cidade desde junho de 2018.

O inquérito do Ministério Público aponta a situação de eventual irregularidade como Ato de Improbidade Administrativa contra o prefeito Cláudio Góes, pedindo assim que seja feita a anulação do contrato entre o poder Público Municipal e a empresa Mirage Transportes.

O juiz, em caráter liminar, negou o pedido de improbidade e uma indenização no valor de mais de R$ 2 milhões de reais, que teria que ser devolvida aos cofres públicos. Agora cabe ao Prefeito Cláudio Góes (PSDB) e a direção da Mirage Transportes,  em se manifestarem no prazo de 15 dias justificando respostas em meio à denúncia.

O Correio do Interior tentou contato com o Prefeito de São Roque, na tarde de quarta-feira (13), mas não tivemos respostas até o momento. A direção da empresa Mirage, que informou que irá se pronunciar por meio de nota.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *