MC Kevin teve premonição de sua morte e avisou fãs
PUBLICIDADE

MC Kevin teve premonição de sua morte e avisou fãs

Igor Juan

19 de maio de 2021
Atualização:19 maio 2021 às 14:31

Na manhã de quarta-feira (19), Ana Maria Braga conversou com a mãe do MC Kevin no programa ‘Mais Você’.

A apresentadora se mostrou solidária a Valquíria Nascimento, que perdeu o filho de 23 anos de uma maneira trágica. MC Kevin faleceu em virtude de uma queda do quinto andar de um hotel no Rio de Janeiro, no último domingo (16).

Ainda muito abalada ela fez revelações emocionantes, ressaltou que se o filho tivesse a escutado certamente não teria sofrido o acidente e provavelmente estaria vivo.

Valquíria disse que o filho tinha fome de viver, que não dormia e que nos últimos meses fez tudo ao mesmo tempo, viajou para Dubai, ficou noivo no México, ela afirmou que ele não chegou a se casar com Deolane.

Revelou que está sem forças, que tem a sensação de que perdeu um pedaço e que Kevin sempre estava ao lado dela, os dois resolviam tudo juntos e que hoje está sem nada.

A mãe do MC Kevin revelou que o filho teve uma infância muito difícil, a família era muito carente e que sempre achou que depois da fama repentina o jovem deveria procurar por ajuda psicológica, mas que ele não aceitou.

Com muito orgulho do filho, Valquíria revelou que ele era a alegria em pessoa, um rapaz de família e que sempre o aconselhou para evitar as amizades nocivas, para não usar drogas, mas que nem sempre os filhos escutam os pais.

Um momento que chamou bastante atenção durante a entrevista foi quando Valquíria afirmou para Ana Maria Braga que o filho teve uma ‘premonição’ pouco antes de morrer e que no velório recebeu um ‘sinal’ de MC Kevin.

“Quando estava indo pro velório, eu entrei junto com o caixão. Pra mim, ele falou: ‘Vamos, mãe, vem se despedir comigo’”, revelou a mãe.

Abaixo você terá acesso a entrevista completa, a partir dos 15 minutos de exibição Valquíria fala da ‘premonição’ do filho.

Última música e premonição da morte

Pouco mais de um mês antes de morrer, o funkeiro MC Kevin lançou uma faixa com o título “Minha Última Música”. O clipe do single foi publicado no YouTube em 2 de abril, e o cantor veio a falecer na noite deste domingo (16).

A letra, que não foi composta por Kevin, fala sobre superação por meio do funk e abre brechas para as mais diversas interpretações. Logo na primeira estrofe, a canção já manda o recado:

“Eu tô vivendo e vendo uma sombra do meu lado
Aquele que te inveja, aquele que não acompanha os meus passos
Larguei o crime, bom samaro, inteligente
Que vê o melhor da vida sempre andando pra frente
Já que MC é criminoso vou assassinar sua mente
Vou roubar seu coração”

O fato de lançar um single levando o título de “Minha Última Música” há um mês de sua morte está fazendo a internet associar a coincidência a alguma premonição. Além disso, há menos de uma semana, MC Kevin publicou uma foto em que a legenda era a palavra ‘morto’.

Letra da Musica “Minha última Música”

Eu tô vivendo e vendo uma sombra do meu lado
Aquele que te inveja, aquele que não acompanha os meus passos
Larguei o crime, bom samaro, inteligente
Que vê o melhor da vida sempre andando pra frente
Já que MC é criminoso vou assassinar sua mente
Vou roubar seu coração

Pego o meu oitão que eu chamo de microfone
Encho de ideia a palavra é a munição
Vou colocar meu colete da Lacoste pra me proteger de toda inveja, de todo P-E
Vou montar uma quadrilha só com MC pesado
Pode ter certeza que o assalto vai ser sucesso
Vamo invadir sua carga pelo whats, pela tela
Pode ser caralho ou até falando mal
Eu sei que quem bota a preta aqui é fã
Então vai passar a grana baixa o ritmo da tua conta

Meu brilho tá brilhando mais que sua sirene
O meu carro tá correndo mais que o carro da
Falar que o funk é crime pro governo é concorrente
Saber que o sonho do filho dele é ser um da gente
Meu brilho tá brilhando mais que sua sirene
O meu carro tá correndo mais que o carro da
Falar que o funk é crime pro governo é concorrente
Saber que o sonho do filho dele é ser um da gente

Então manda a minha cota pra cá
Que eu tô cansado de P-E, que eu tô cansado de cantar
Vou dar um tempo
Eu posso parar
Depois eu volto pro funk
Joga o tapete vermelho pra mim passar
Eu vou ficar um tempo distante, paz
Na minha vida que eu tô cansado de inveja
Eu vou aproveitar pra gastar meus milhão bem longe
Tô só pedindo um tempo pra minha vida repensar
É hora do descanso do gigante

É que a liberdade, tá foda a realidade, vê que o mundo tá acabando, não tá com Bolsonaro
Cadê sua dignidade, velho soldado covarde, que não foi sujeito homem
E muito menos foi de verdade
É que a liberdade, tá foda a realidade, vê que o mundo tá acabando, não tá com Bolsonaro
Cadê sua dignidade, velho soldado covarde, que não foi sujeito homem
E muito menos foi de verdade

Meu brilho tá brilhando mais que sua sirene
O meu carro tá correndo mais que o carro da
Falar que o funk é crime pro governo é concorrente
Saber que o sonho do filho dele é ser um da gente
Certeza que o sonho do seu filho é ser um da gente
Igual, igualzinho

Igor Juan

Jornalista de assuntos gerais, com especialização em assuntos de negócios e Política. Formando pela faculdade ESACM, com passagens pela RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora e Band.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *