Malária pode (e deve) ser erradicada até 2050, indica estudo


10/09/2019 l Atualizada em - 10/09/2019 às 23:31

Um novo estudo, publicado no último domingo (08) pela revista científica The Lancet, afirma que a malária pode e deve ser erradicada até 2050. O relatório completo pode ser lido aqui.

Realizado por especialistas em saúde pública e biólogos, o estudo indica que mais da metade dos países do mundo já estão livres da doença. Além disso, mortes relacionadas à moléstia caíram 60% desde 2000. Contudo, os autores alertam que a erradicação da malária é ‘um objetivo de proporções épicas’.

O relatório, portanto, indica algumas sugestões para que essa finalidade seja alcançada. Sugere-se uma melhoria nas vacinas e na qualidade dos diagnósticos, assim como no controle de proliferação das doenças. Por fim, os especialistas ainda propõe um aumento de dois bilhões de dólares no investimento anual em erradicar a malária, assim como outras doenças.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *