Justiça determina reintegração de trabalho de sete Guardas Municipais exonerados em Araçariguama


10/01/2020 l Atualizada em - 10/01/2020 às 9:18

Agentes afastados recorreram da decisão e foram autorizados a voltarem às atividades

A Justiça determinou a reintegração de trabalho de sete Guardas Municipais exonerados em Araçariguama.  Os Guardas foram exonerados no dia 11 de novembro de 2019, após voltassem aos cargos. Eles foram afastados das funções no dia 11 de novembro após o Ministério Público afirmar que havia irregularidades na contratação do efetivo.

A promotora de Justiça Suzana Ficker apontou que os candidatos nomeados em março de 2005, não preencheram na época em que realizaram o concurso público, os requisitos exigidos pelo edital, sendo eles ensino médio completo, altura mínima de 1,65m, idade entre 18 e 35 anos e carteira de habilitação na categoria “D”. No mesmo período de afastamento, o MP afirmou que os agentes afastados estariam exercendo funções de maneira ilegal, “realizando inclusive atos de Polícia Judiciária”, ressaltou o documento.

Os representantes da empresa Consultec Consultoria Técnica S/C Ltda, responsável por realizar o concurso público em 2004, foram contatos pelo Correio do Interior, porém não quiseram  falar sobre o caso. Em consulta ao site da Receita Federal consta que a empresa está “inapta” a realizar aplicações de concursos e demais atividades.

Após o afastamento pedido pelo Ministério Público, os Guardas recorreram da decisão e a Justiça determinou a volta deles, mas o inquérito do Ministério Público e o processo administrativo da prefeitura continuam.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *