Governo de SP evita novas restrições e adia decisão sobre Fase Roxa
PUBLICIDADE

Governo de SP evita novas restrições e adia decisão sobre Fase Roxa

Gabriel Kazuo

10 de março de 2021
Atualização:10 mar 2021 às 15:22

A decisão sobre a criação da Fase Roxa no Plano SP foi adiada pelo Governo de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (10). Essa medida pode ser tomada nas 2 próximas coletivas, ou na quinta-feira (11), ou na sexta-feira (12).

No pronunciamento de hoje, foi anunciado o começo da vacinação em idosos entre 75 e 79 anos para o dia 15 de março, e dos idosos entre 71 e 74 anos, no dia 22 de março. Além disso, novos leitos foram abertos para frear o crescimento do número de internações no Estado.

Vale lembrar que a decisão de criar a Fase Roxa tem divido membros do Governo, que entendem que as medidas tomadas na semana passada já são suficientes para o controle da pandemia, entretanto, o Centro de Contingência contra a Covid-19 insiste em adotar um lockdown geral em São Paulo.

Histórico

Justamente para evitar um desgaste maior com os setores da Economia, como o comércio, por exemplo, o Governo tenta ao máximo não adotar o lockdown geral, embora o Centro de Contingência contra a Covid-19 e o Ministério Público entendam que aumentar as restrições seja necessário.

Desde a semana passada, quando a decisão sobre a criação foi sugerida, o Governo optou por aumentar as restrições na Fase Vermelha, como o lockdown das 20h até às 05h.

No dia de ontem, a discussão voltou à tona, após o Estado registrar 82% de ocupação nos leitos de UTI, e uma reunião com setores que seriam afetados pelas medidas foi marcada para a manhã de hoje, mas pelo que se parece, não houve um consenso sobre o que deve ser feito.

Sendo assim, o impasse seguirá, pelo menos, até a coletiva de sexta-feira (12), onde geralmente o Estado anuncia a reclassificação do Plano SP, bem como o anúncio de novas medidas contra o crescimento da pandemia.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *