FPF decide que Paulistão 2020 só retorna com aval Estadual
PUBLICIDADE

FPF decide que Paulistão 2020 só retorna com aval Estadual

Gabriel Kazuo

4 de maio de 2020
Atualização:04 maio 2020 às 18:09

Em mais uma videoconferência da FPF com os clubes que disputam o Paulistão 2020, realizada na tarde desta segunda-feira (04), foi decidido que o torneio só será retomado após o aval do Governo Estadual e Prefeituras das cidades que tem times disputando o campeonato. A medida também valerá para as demais competições da Federação Paulista em andamento, como a segunda e terceira divisão do Paulistão.

”A Federação Paulista de Futebol e os clubes participantes do Campeonato Paulista Série A1 lamentam profundamente as 7.025 mortes registradas no país até este domingo e nos solidarizamos com todas as famílias que perderam seus entes. O futebol paulista, unido e consciente de seu papel perante à sociedade, afirma que apenas voltará às atividades quando as autoridades de saúde estadual e municipais permitirem, preservando a integridade de todos os envolvidos na organização das partidas. A Federação Paulista de Futebol mantém contato constante com o Governo do Estado de São Paulo e enviou o Protocolo de Retomada do Futebol, produzido pela Comissão Médica da FPF, presidida pelo Prof. Dr. Moisés Cohen. O documento contém medidas preventivas e de controle para o término da competição tão logo as autoridades permitam”, segundo a nota oficial divulgada pela entidade.

A medida também valerá para os treinamentos das equipes, que só retornarão com o aval das entidades governamentais. A Federação ainda cancelou a tradicional festa de premiação dos melhores do Paulistão. De acordo com o atual panorama da situação da pandemia de coronavírus no Estado, o torneio deve demorar mais do que o previsto para recomeçar.

Situação do Estado piora e flexibilização da quarentena pode não acontecer no dia 11

Outro fator que fez com que a FPF não decidisse uma data para o retorno das três divisões do Paulistão, foi a piora na situação da pandemia de coronavírus em São Paulo, com várias cidades flexibilizando a quarentena antes do previsto e apresentando taxas de isolamento muito baixas. Sendo assim, é muito provável que o governador João Dória acabe decretando um prolongamento da quarentena, ao invés de um relaxamento, que já era previsto.

O prolongamento, e possível endurecimento da quarentena, inviabiliza que os jogadores possam ter uma rotina normal de treinamentos e que os estádios de futebol sejam reabertos, mesmo com jogos com portões fechados. Sendo assim, o campeonato poderá ser retomado somente no segundo semestre. 

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. [email protected]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *