Fase Emergencial será prorrogada em todo Estado de São Paulo
PUBLICIDADE

Fase Emergencial será prorrogada em todo Estado de São Paulo

Gabriel Kazuo

8 de abril de 2021
Atualização:28 abr 2021 às 12:19

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou em entrevista para a Globo News, que a tendência da Fase Emergencial é ser prorrogada na coletiva de sexta-feira (09). Segundo ele, a situação da pandemia no Brasil impede que o Estado leve suas 645 cidades para fases mais ”liberais”.

Entretanto, Garcia disse que haverá algumas reuniões entre o Governo, o Centro de Contingência contra a Covid-19 e alguns setores atingidos, para avaliar a necessidade de se liberar alguns pontos dessa Fase. Por exemplo, o futebol no Estado pode ser liberado durante o toque de recolher. 

O número de internações no Estado segue em estabilidade, após semanas de alta, mas mesmo assim a situação continua preocupante, ainda mais em cidades como Sorocaba, por exemplo, que virou uma ”incubadora” de variantes da Covid-19.

Caso haja uma flexibilização, corre-se o risco dessas variantes acabarem indo para as demais cidades do Estado, piorando ainda mais a situação hospitalar do Estado que já é preocupante.

Futebol e igrejas pressionam

Os dois setores que mais se demonstram contrários à Fase Emergencial são as igrejas e templos religiosos e os clubes de futebol. Isso porque a única diferença da Fase Emergencial com a Vermelha é que esses setores não funcionam, com as igrejas sendo fechadas e os jogos de futebol proibidos.

Sendo assim, as duas mudanças que talvez possam acontecer são envolvendo essas duas questões. Durante a Páscoa, o STF, por meio do ministro Kássio Nunes, liberou a realização de missas com público reduzido no Brasil, contrariando as normas sanitárias de lockdown.

Isso fez com que o STF acabasse discutindo se as igrejas e templos religiosos podem funcionar mesmo com Estados decretando lockdown ou não.

No caso do futebol, os clubes de SP e a FPF vem tendo uma relação mais ”amistosa” com os órgãos públicos, inclusive pondo em discussão um novo protocolo para que o Paulistão retorne. A ideia é confinar os atletas em uma bolha e aumentar as testagens antes dos jogos.

Caso não consiga fazer com que o Paulistão retorne completamente, a ideia é que ele seja liberado parcialmente, durante a Fase Emergencial, para liberar a agenda de jogos de Santos, São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Bragantino, que estão disputando várias competições nacionais e internacionais.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *