PUBLICIDADE

Falta de pagamento gera paralisação parcial no hospital de Mairinque

Igor Juan

5 de dezembro de 2019
Atualização:05 dez 2019 às 18:03

Procurado pelo Correio do Interior, o Instituto Cisne, que administra o hospital,  custeado pela Prefeitura de Mairinque, não retornou contato.

Com falta de pagamento aos funcionários, o Pronto Atendimento de Mairinque está com atendimento parcialmente paralisado. Nesta quinta-feira (05), os serviços foram reduzidos aos público.

De acordo com funcionários da unidade hospitalar, gerenciada por uma empresa terceirizada, os pagamentos estão há dois meses em atraso. Do quadro geral de médicos no pronto atendimento, apenas um está prestando atendimento ao público. Ainda de acordo com a secretaria e recepção do hospital, cerca de 6 mil atendimentos são realizados ao mês. Com a paralisação parcial o número de atendimentos cai e prejudica o sistema de saúde municipal.

O hospital começou apresentar problemas de administração financeira em outubro de 2018, está é terceira vez que uma paralisação é registrada. Procurado pelo Correio do Interior, o Instituto Cisne, que administra o hospital,  custeado pela Prefeitura de Mairinque, não retornou contato.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *