Estiagem derruba nível do Rio Tietê e também dos mananciais que abastecem a cidade de Salto
PUBLICIDADE

Estiagem derruba nível do Rio Tietê e também dos mananciais que abastecem a cidade de Salto

Gabriel Kazuo

2 de outubro de 2020
Atualização:02 out 2020 às 14:49

A cidade de Salto está sofrendo com o período de seca, que já dura três meses. A falta de chuvas e o calor intenso já ligaram o alerta do SAAE, que monitora o nível das barragens e reservatórios da cidade, que estão bem secos.

Os mananciais Ribeirão Piraí e o Rio Buru tiveram uma queda de 20% no nível da água, que já está interferindo na sua captação. Para piorar a situação, a autarquia registrou um aumento no consumo, por causa da pandemia. O SAAE pede que os moradores de Salto colaborem e evitem desperdiçar água:  “Precisamos da colaboração para que ninguém gaste indevidamente e usem com consciência. A água que falta de uma lado, podemos remanejar para áreas menos favorecidas”.

A seca também interfere na paisagem do Rio Tietê, que nesta sexta-feira (02), está com volume 70% menor que o ideal. A vazão, que antes chegava a 300m³, hoje não passa de 86m³. Uma pequena frente fria pode trazer chuva para a cidade, amenizando o calor, mas não sendo suficiente para acabar com a estiagem

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. [email protected]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *