Escolas de São Roque retornam aulas presenciais em agosto
PUBLICIDADE

Escolas de São Roque retornam aulas presenciais em agosto

Igor Juan

27 de julho de 2021
Atualização:27 jul 2021 às 12:12

O Ministério da Educação, sob o comando de Milton Ribeiro, informou que Estados e Municípios já podem retornar as aulas escolares presenciais.

Seguindo a recomendação e tendo em vista que a imunização de covid-19 ocorre normalmente em São Roque, o diretor Educação da cidade, Paulo Dias do Carmo, informou na quinta-feira dia 22 de julho, que o município está montando o cronograma de volta às aulas presenciais da rede municipal incluindo as escolas municipais e creches para o dia 30 de agosto.

“Estamos nos reunindo diariamente com os profissionais da Educação e do Comitê do COVID-19, para alinharmos a melhor maneira para a volta às aulas”, informou.

Para a retorno das aulas presenciais, Paulo afirmou que as escolas deverão respeitar 1 metro de distância entre os estudantes, e que todos devem fazer uso de máscaras tenha a disposição álcool em gel.

“Cada escola fará sua organização, de acordo com o número de alunos e o tamanho e metragem dessa escola. Vale lembrar que os alunos com comorbidades não devem retornar as aulas presencias. Paulo ressalta que os pais devem decidir se encaminham seus filhou ou não as aulas presenciais.

Professores são contra retorno das aulas presencias em São Roque

Os professores da rede municipal de São Roque relaram que as escolas não têm condições de receberam os alunos e muito menos demais profissionais.

“As condições das escolas municipais, não tem a mínima capacidade de atender a volta às aulas, elas não tem distanciamento e nem higiene. No ano passado, no começo da pandemia, nós já tivemos problema. Em uma das escolas, onde havia apenas dois banheiros e mais de 80 funcionários, as mulheres precisavam usar o sanitário masculino às vezes. Até o momento, nenhuma reforma ou preparo foi feito para receber estes alunos, disse a professora Marisa Misael.

Profissionais da Educação devem voltar ao trabalho após 14 dias da segunda dose da vacina

A orientação do Governo do Estado  de São Paulo é que os profissionais da Educação atualmente em trabalho home office retomem ao trabalho presencial integralmente só após a imunização contra a Covid-19.

A resolução da Secretaria da Educação publicada no Diário Oficial estabelece a volta dos professores ao trabalho normalmente presencial com 14 dias da segunda dose ou dose única.

Além disso, os servidores que por opção não tomarem a primeira ou a segunda dose também deverão cumprir jornada presencial.

A Secretaria da Educação acrescentou que o home office continua valendo para os profissionais que fazem parte do grupo de risco e que não puderem ser vacinados, conforme prescrição médica.

Igor Juan

Jornalista de assuntos gerais, com especialização em assuntos de negócios e Política. Formando pela faculdade ESACM, com passagens pela RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora e Band.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *