Diretor da RedeTV!, Franz Vacek deve ir para delegacia com Sikêra Jr

Igor Juan

13 de julho de 2021
Atualização:13 jul 2021 às 13:29

Franz Vacek-RedeTV!

Franz Vacek superintendente de jornalismo da RedeTV!

Em clima quente, o ativista Agripino Magalhães, de direitos LGTBQIA+ denunciou e registrou crime -queixa na tarde de segunda-feira 12 de julho, na 3ª  delegacia de Polícia Civil  de Osasco na grande São Paulo, o jornalista e apresentador Sikêra Jr, da Rede TV!, por homofobia. Junto com o jornalista, o ativista incluiu na denúncia o superintendente de jornalismo emissora, Franz Vacek. Agora ambos terão que ir para delegacia prestar esclarecimentos após serem notificados cada um em seus respectivos endereços residenciais, ou até mesmo no endereço da emissora, localizada na Av. Pres. Kennedy.

Ação ocorre em meio a polêmica em que Sikêra durante apresentação do telejornal disse que gays são”raça desgraçada”.

Segundo o denunciante, a fala de Sikêra pode ser enquadrada como crime de homofobia, e que o comunicador já havia adotado postura semelhante contra os gays em diversas oportunidades. A Rede TV também deve ser responsabilizada criminalmente nesta ação.

Desde que proferiu o discurso homofóbico, o programa de Sikêra, o ”Alerta Nacional”, perdeu quase 37 anunciantes, que se mostraram contrários às manifestações violentas do apresentador contra o público gay. Para piorar a situação do jornalista e da emissora, o MPF entrou com uma ação criminal para multar a Rede TV e Sikêra em R$ 10 milhões de reais.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *