De acordo com dados da União Europeia, 2019 foi o segundo ano mais quente do mundo


08/01/2020 l Atualizada em - 08/01/2020 às 16:38

O serviço europeu Copernicus emitiu um alarmante alerta sobre a situação climática mundial. O ano de 2019 foi o 2o ano mais quente já registrado na História, perdendo somente para 2016. Naquele ano, vários países sofreram com um poderoso El Niño, que impediu a passagem de frentes frias, e que provocou um período de seca e temperaturas extremamente elevadas.

Para piorar, a agência europeia calculou que a década que se passou foi a mais quente da História, com um aumento de 0,6 graus na temperatura da Terra.

Agências britânicas já haviam confirmado a previsão em Fevereiro do ano passado:

Apesar dos resultados deste estudos só serem divulgados agora, essa previsão já havia sido feita pelo Met Office, o serviço meteorológico da Grã-Bretanha, em Fevereiro do ano passado. Para piorar a situação, há a possibilidade de que a temperatura da Terra aumente 1nos próximos anos, e há a possibilidade que o aumento chegue a 1,5o, o que dexaria muitos cientísticas em alerta máximo.

Caso não haja uma mobilização mundial para deter esse aumento, várias tragédias climáticas, como ocorrem na Austrália, por exemplo, podem piorar ao logo dos anos, além de provocar um aumento no nível dos oceanos e extinção de várias espécies de animais.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *