PUBLICIDADE

Curso de Jornalismo da ESAMC Sorocaba recebe nota máxima do MEC

Gabriel Kazuo

27 de junho de 2019
Atualização:27 jun 2019 às 7:30

A faculdade ESAMC Sorocaba, na Rua da Penha, 1181, teve o curso de Jornalismo com a nota revalidada, após visita de auditores do MEC (Ministério da Educação e Cultura). O curso recebeu novamente nota 5, que representa o mais alto nível de excelência, de acordo com os critérios de avaliação do Ministério.

A coordenadora dos cursos de Comunicação da faculdade, Quelen Torres, ficou muito feliz em receber a notícia e comemorou o fato de acontecer justamente no ano do 10o aniversário do curso de Jornalismo. ‘’É um trabalho de professores, de alunos e a gente sempre vem buscando melhorias no curso, excelência no curso, visando o mercado, tanto é que o índice de empregabilidade dos nossos alunos é muito alto e isso é o MEC reconhecer o trabalho que a gente faz nesse sentido. ‘’

Ainda segundo Quelen, a principal vantagem de se fazer Jornalismo na ESAMC Sorocaba é de que o curso ‘’já foi pensado e preparado para esse mercado que está acontecendo hoje, todas as mudanças tecnológicas que estão impactando o mercado de Comunicação, como um todo e o mercado de Jornalismo, também. ‘’

A ex-aluna da ESAMC Sorocaba, que atualmente trabalha como auxiliar de Marketing do Colégio Objetivo, Luana Trevizan, de 26 anos,  comenta que o curso de Jornalismo da faculdade vem melhorando qualitativamente e que sempre está antenado na evolução do setor: ‘’ Então, acredito que não só a faculdade tem muito a agregar para os alunos de jornalismo, mas os estudantes também tem muito a agregar para a faculdade trazendo indagações e informações. O curso de jornalismo da ESAMC está em constante mudança e adaptação para ficar cada vez mais próximo das novidades do mundo da comunicação.’’

Outra vantagem de se cursar Jornalismo na ESAMC, para Luana é: ‘’ Ter aulas interdisciplinares como marketing e entre outras nos dá uma visão ampliada sobre o mercado da comunicação. Principalmente pelo motivo de atualmente o jornalista poder trabalhar em diversos formatos além do tradicional.

Porém, também há o que melhorar. Os alunos ainda enxergam oportunidades de melhoria, conforme aponta a Marília Moraes, de 23 anos, que cursa o último semestre do curso de Jornalismo da faculdade.  ‘’ A faculdade não é ágil em dispor equipamentos, não há o suficiente pelo preço da mensalidade. Estúdio pouco usufruído. Aulas pouco práticas.’’. Porém, ela elogia o fato de que a ESAMC prepara o estudante de Jornalismo para o mercado de trabalho.

Pensando no futuro do curso, nos próximos anos, a coordenadora projeta ‘’continuar sempre melhorando, sempre rendendo, e fazendo as adaptações necessárias para acompanhar o mercado, esta é uma questão contínua e dinâmica no mercado e cada vez mais, empregabilidade para nossos alunos. A gente acredita que o curso vem crescendo ao longo dos anos, cada vez mais a gente tem a entrada de alunos de Jornalismo, e isso é muito bacana, e a gente acredita num crescimento ainda maior e estaremos investindo mais para crescer e para trazer ainda mais benefícios e melhor formação melhor para os nossos alunos’’.

Para o também ex-aluno, Guilherme Liberalesso, de 25 anos: ‘’ acho que é um curso mais inovador que os outros, pois foca bastante na parte de assessoria de imprensa, mídias sociais e marketing, não fica limitado apenas na parte “tradicional” do jornalismo, de jornal, rádio e TV. Acredito que por conta disso seja bem completo e adequado ao futuro da profissão’’.

Questionado se ele indicaria o curso da ESAMC para uma pessoa que deseja ser jornalista, ele respondeu que ‘’sim’’, pois ‘’ acredito que é um curso com conteúdo bem variado, que mostra além do que o curso de outras faculdades oferece’’.

Para o diretor acadêmico da ESAMC, Maurício Marra, ‘’ Quando montamos o curso, vislumbrávamos já a tendência da redução das equipes de redações nos veículos tradicionais, bem como o aumento da demanda por profissionais qualificados nos novos formatos de jornalismo, tais como portais e outros canais via web, produção de livros reportagem e documentários, jornalismo comunitário e empresarial etc. Também já tínhamos a consciência da possível queda da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão. E esse conjunto de fatores levou à montagem de um curso com uma estrutura diferenciada, que propicia ao aluno não só atuar em empresas já estabelecidas, mas também empreender no jornalismo. Esse é o diferencial do curso na ESAMC: estar em consonância com as demandas da sociedade e do mercado. Regularmente reavaliamos o curso e buscamos formas de aperfeiçoa-lo, mesmo que isso não implique em mudanças na grade, por exemplo. Assim, revemos os conteúdos das disciplinas, bibliografia, metodologias de ensino etc.’’

O diretor ainda ressalta que: ‘’ um importante fator para o sucesso do curso é contarmos com um corpo docente formado por profissionais com conhecimento teórico e vasta experiência profissional.’’

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *